Produtores são orientados sobre formação de cooperativas

A secretaria municipal de Produção Familiar (SEMPF) está visitando diversas comunidades de Santarém a fim de orientar os produtores rurais para a necessidade de se organizarem em associações e cooperativas visando o fornecimento de diversos programas do governo federal.

O fornecimento de produtos para programas como o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) só é possível através de cooperativas devidamente organizadas. Mas, hoje, em Santarém, apenas duas cooperativas estão aptas a atender às exigências do governo federal. As duas contemplam cerca de 100 produtores rurais, que têm fornecido abacaxi, macaxeira, batata, banana, melancia e outros.

No último sábado (15), uma equipe da SEMPF, coordenada pela titular da pasta, Ivete Bastos, esteve na região do Projeto de Assentamento Ituqui, repassando orientações sobre associativismo e cooperativismo aos produtores daquela região. Como encaminhamento do encontro, ficou definido que a equipe retornará à comunidade em fevereiro, levando técnicos da EMATER e do INCRA para reforçar as discussões acerca do assunto.

Há hoje oportunidades, como o PAA e o PNAE, que dão prioridade às pessoas que trabalham com a Agricultura Familiar e aos assentados da reforma agrária. Segundo Ivete Bastos, há um público grande para ser atendido, mas falta uma organização maior para a comercialização. “Nós estamos divulgando a importância disso, fazendo parceria com movimentos sociais, sindicatos e outros órgãos de governo, para que possamos criar a capacidade de organizar, melhorar e qualificar a produção local. Queremos também fazer chegar a assistência técnica a esses produtores, que já começam a perceber o quanto é importante ter uma cooperativa para garantir o processo da comercialização do produto”, afirmou. (PMS)

Porta na Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *