Bocão Ed. 1121

bocao-01VON JUSTIFICA

O Prefeito Alexandre Von veio à redação do jornal O Impacto para justificar que os R$ 8 milhões da venda da folha de pagamento da Prefeitura não possuem vínculo com a obra do Hospital Materno Infantil de Santarém. O valor tinha destino específico, se sobrasse o Prefeito aplicaria no Hospital. Era uma opção dele e não obrigação. Essa foi a justificativa técnica do Prefeito Alexandre Von.

bocao-02EXTORSÃO NA PRAIA

Um leitor denunciou à coluna sobre pessoas que tentam pernoitar nas praias da reserva Tapajós/Arapiuns e são abordadas por comunitários, que estão não só cobrando uma taxa, mas variando o valor da cobrança de acordo com a pessoa e com a necessidade. “Isso é uma verdadeira extorsão. As pessoas que se negam a pagar são expulsas da comunidade com suas famílias, que vão à praia para se divertir, mas acabam vendo o passeio se tornar um grande problema. Isso sem falar de turistas que chegam a Santarém e querem conhecer as praias do Arapiuns”, disse o leitor.

EXTORSÃO NA PRAIA 2

O denunciante foi mais além. “Recentemente pessoas que vieram de fora, encantaram-se com as nossas belezas naturais, e foram surpreendidas com essas verdadeiras extorsões. Quem não paga o que eles cobram são expulsos do local e em alguns casos são ameaçados de agressão. Nossas autoridades devem entrar em ação e averiguar se essa denúncia tem procedência, pois isso está ficando feio para Santarém”, declarou o leitor bastante indignado à coluna.

bocao-03COSANPA E CARROS-PIPA

Há mais de 15 dias que moradores de alguns bairros de Grande Prainha, Santana, Uruará, Livramento e São José Operário, em Santarém, estão sofrendo com a falta d’água nas torneiras. A saída é comprar o produto de pessoas que têm carros-pipa. Mil litros de água custa 20 reais. Com tanta demora para resolver o problema, os moradores desconfiam que esteja havendo um “acordo” entre a estatal e os donos desses veículos, uma vez que quanto mais demorar o conserto do sistema da Cosanpa, mais os donos dos carros-pipa aumentam seus faturamentos. Em algumas situações, os “empresários da água” nem dão conta de atender a vários pedidos de consumidores ávidos por água em suas casas.

bocao-04COBRANÇA EM DUPLICIDADE

Um empresário de Santarém acionou o Bocão para denunciar que uma dívida com a Sefa está sendo cobrada em duplicidade.  Segundo o empresário, anos atrás foi detectado um débito de sua empresa com a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefa). O mesmo foi acionado e, através de seu advogado tentou negociar a dívida com o Fisco. Foi feito um acordo, mas a dívida não foi toda paga. Para sua surpresa, tempos depois chegou uma Notificação da Justiça para que o mesmo comparecesse a uma audiência que trataria sobre essa dívida.

COBRANÇA EM DUPLICIDADE 2

O empresário junto com seu advogado compareceu à audiência e diante do Juiz decidiu quitar a dívida, que já estava em mais de R$ 40 mil. Na ocasião, o empresário que estava juntando um recurso para comprar mercadorias para este final de ano, teve que se desfazer desse dinheiro e pagar a dívida, conforme consta no comprovante pago e anexado no processo. Para sua surpresa, recentemente recebeu uma notificação da Sefa sobre essa mesma dívida. O empresário imediatamente procurou a Justiça e lá foi constatado que a dívida está paga. De posse dessas informações, deverá entrar com uma ação contra a Sefa, por cobrança indevida.

bocao-05BADERNEIROS

É o que estão chamando para alguns alunos e professores da Ufopa, que não querem estudar e não deixam aqueles que querem progredir em conhecimento e seguir uma carreira promissora, continuarem seus estudos. Esses ocupantes dos prédios estão sendo chamados de baderneiros. Agora, essas pessoas estão querendo ocupar as escolas públicas, como aconteceu com o Colégio Rodrigues dos Santos, na quarta-feira, onde a direção teve que fechar as portas para que essa invasão não acontecesse. Ocupar as escolas de Santarém não resolverá problema algum. Apenas trará prejuízos para alunos (que são contra a ocupação dos prédios) e para o próximo ano letivo. As portas do Rodrigues dos Santos foram fechadas por questão de segurança.

bocao-06ABUSO DE FLANELINHAS

Várias pessoas denunciaram à coluna sobre um abuso que está sendo praticado por flanelinhas que atuam na Avenida São Sebastião, às proximidades das Lojas Americanas. Esses flanelinhas só deixam estacionar quem eles querem, ou seja, nos lugares destinados aos veículos são colocados tijolos, pedaços de paus e outros objetos, impedindo que os motoristas estacionem, pois os lugares estão reservados para clientes especiais deles. Cadê a SMT que não fiscaliza esse abuso?

Por: Emanuel Rocha

21 thoughts on “Bocão Ed. 1121

  • 24 de novembro de 2016 at 4:22 pm
    Permalink

    Essa Sefa é muito engraçada mesmo, não perde uma oportunidade para autuar os empresários e quando não há o que cobrar ela forja uma divida. Sefa estamos de olho, não tente dar uma de espertinha, o povo não é mais besta.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 4:27 pm
    Permalink

    Era só o que faltava mesmo, começarem a cobrar por querer dormir na praia.. A praia é publica, portanto de todos nós.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 4:28 pm
    Permalink

    O Von deve prestar conta de cada centavo desse dinheiro da venda da folha de pagamento da prefeitura. Se nao vai usar no hospital que seja usado em beneficio dos santarenos em obras tao importantes quanto o hospital materno infantil.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 4:31 pm
    Permalink

    A Sefa está costumada a fazer essas cobranças indevidas para os contribuintes. Os empresários devem ficar espertos para o que ja pagaram e o que estao sendo cobrados para nao pagarem duas vezes as mesmas contas.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 5:02 pm
    Permalink

    Encontrar vagas para estacionar no centro já era difícil… imagine agora que estão selecionando os lugares para os “conhecidos”. A SMT tem que acabar com essa bagunça.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 5:07 pm
    Permalink

    Assim como as ruas são públicas, as praias tambem são públicas e devem ser de uso comum de todos. Desde que a usem de maneira responsável. Sem degradar o espaço, poluir, fazer fogueiras de forma irresponsavel.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 5:09 pm
    Permalink

    Essa bagunça na cosanpa já faz é tempo. Não tem pressão política pra melhorar a situação e a população que fique a esperar a boa vontade deles de prestarem um serviço decente.

    Reply
  • 24 de novembro de 2016 at 11:57 pm
    Permalink

    Eita Bocao bom demais

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 7:49 am
    Permalink

    Uma sacanagem esses bando de flanelinhas que cobram qdo a gnt estaciona na orla principalmente.
    Vai dar 2 reais eles viram e fala: “pô patroa, arruma mais ai!” puta merda

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:18 am
    Permalink

    ESSE PREFEITO DE MERDA, NÃO TEM QUE JUSTIFICAR ´PN´…… QDO ERA PRA ELE FAZER NÃO FEZ, AGORA QUER SER O COITADINHO
    PASSA SÁBADO ALEXANDRE VON, TUA CARREIRA POLÍTICA ACABOU!

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:23 am
    Permalink

    Esses flanelhinhas são abusados, não respeitam. Tem acabar com isso, não temos opção, a coisa está feia.

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:24 am
    Permalink

    É MUITA FALTA MESMO
    QDO VC DIZ QUE NÃO TEM, PODE ESTAR CERTO QUE TEU CARRO SERÁ ARRANHADO

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:25 am
    Permalink

    Essas greves virou abuso, eles não sabem o que estão fazendo ali, querem bagunçar. O exercito tem que voltar a apelar, o Brasil virou bagunça.

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:27 am
    Permalink

    O turismo em nossa cidade está perdendo o brilho. Não tem segurança e os preços da alimentação é um absurdo. Nossos governantes não fazem nada, por esse tipo de investimento não rende voto.

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:30 am
    Permalink

    ALEXANDRE VON FOI A GRANDE DECEPÇÃO NA POLÍTICA
    MUITOS APOSTAVAM NA SUA VERDADE
    MAS INFELIZMENTE FEZ FOI AFUNDAR SANTARÉM COM SEUS SANGUESSUGAS.
    QUE SIRVA DE EXEMPLO PRO NÉLIO AGUIAR, QUE PELO ANDAR DA CARRUAGEM TÁ CHEIO DE PARASITA AO SEU REDOR

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:37 am
    Permalink

    Eu acredito no Prefeito, a justificativa e convincente. Acho que o Henderson quer aparecer politicamente,

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 8:45 am
    Permalink

    Será que ninguem faz nada contra esses flanelinhas, não quero que tire eles, pois eles precisam, porém, tem que discplinar, deixar de ameaçar a gente, parece que é uma obrigação que temos de pagar eles.

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 11:37 am
    Permalink

    Esse pessoal que aprontam com greve, uns não querem estudar, outros não querem trabalhar. Tem que ter uma lei para disciplinar essas greves.

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 11:40 am
    Permalink

    Eu não vou mais nas praias, é uma exploração e bandidos te olhando. Santarém já foi uma cidade turistica. Nossos governantes só querem saber deles.

    Reply
  • 25 de novembro de 2016 at 9:20 pm
    Permalink

    Bocão quentíssimo! Essa justificativa do Shrek não convenceu. Acredito no Henderson. Pedágio em nossas praias? Era só o que faltava. Certamente aí nessa questão da água tem treta. É só investigar que vai aparecer. Na SEFA a roubalheira é tanta que nem sabem mais quais dúvidas já cobraram e quais faltam cobrar. Processo neles!

    Reply
  • 26 de novembro de 2016 at 9:16 am
    Permalink

    Muito bem, prefeito Alexandre Von mostre pra essas pessoas que o senhor não tem esse vicio de ficar com dinheiro público como muitos políticos de Santarém que estão respondendo processo na justiça federal, inclusive esses que estão lhe acusando.

    Reply

Deixe uma resposta