Políticos Cararás

Fui convidado para um dia de lembranças das nossas atividades na ACES – Associação Comercial e Empresarial de Santarém no ano passado. Na palestra me referi sobre o tempo passado quando Santarém já teve 3 deputados estaduais e 2 deputados federais de uma só vez. Com esses dados fiz uma grosseira comparação dos mandatos para os próximos pleitos eleitorais.

Perguntei para a plateia presente quem conhecia o pássaro chamado miuá ou carará – devem ser nomes de origem indígenas. Esses pássaros, quando o pescador está exercendo sua função, ficam do lado da canoa sem o menor receio, até porque são aves sem preferência na alimentação humana. Ficam esperando até o pescador lhes oferecer um peixe para se alimentar, aí levantam voos satisfeitos, retornando mais tarde quando a fome apertar novamente.

Essa comparação grosseira de um caboclo da Amazônia com o modo dos comportamentos aos candidatos que vêm de outras regiões em época de campanha. Alguns também podemos chamar de mergulhões, pois só aparecem nos tempos das eleições com fome dos votos. Vêm pela tv, rádio e pessoalmente com suas promessas impossíveis de cumprir. Depois desaparecem, só voltando com o bico de pidão dos cararás, pedindo o peixe/voto.

E com esses tipos de candidatos nossa região foi pulverizando seus votos e fomos ficando cada vez mais sem representações políticas. Como já mencionado, no passado, quando a região oeste do Pará elegia bons representantes em quantidades e qualidades.

Coloco aqui esse alerta, como santareno, trabalhando na região como produtor rural e empresário há mais de 60 anos. Peço uma análise, temos candidatos bons da região. Espantem os mergulhões, aqueles que pegam nossos peixes e somem.

Precisamos de representantes que depois tenhamos a presença deles conosco, mostrando seus projetos e emendas em cima de reivindicações das nossas comunidades, a serviço do povo que o elegeu.

Temos assistido e visto obras paradas por falta de verbas e também os desfalques como os da Petrobrás, mensalões, dinheiro no maletão, lava-jato, altas comissões, propinas, etc, etc. que fazem com que as obras fiquem paradas por desvios do dinheiro público, que é sangrado pelos impostos pagos com sacrifício por todos nós, do menor ao maior consumidor. E quem pratica esses atos são colocados lá por nós.

Sem falar ainda nos hospitais sem leitos, sem médicos. Escolas sem merendas ou de péssimas qualidades. Muitas irregularidades ocasionadas pelos políticos, muitos deles muiás, cararás por não terem apego aquele povo, região.

Será que esses administradores do dinheiro público dormem bem? Será que suas consciências não lhes acusam desse sistema errado, que sangra humanos. Eles devem sim ser banidos da vida pública com um clamor por justiça através do voto consciente.

Por isso devemos pensar bem nos candidatos a votar nessas próximas eleições. Assim agindo, vamos fazer um grande serviço à nossa região, aos nossos descendentes, a todos e ao nosso amado país, Brasil, que ficou muito doente e precisa urgente recuperar sua saúde. E a cura pode estar em nossas mãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *