Homem é preso após fingir ser padre e celebrar missa

Um homem que já tinha se passado por delegado e advogado foi preso na sexta-feira (9) em Araraquara, no interior de São Paulo, após fingir ser um padre e celebrar uma missa na cidade. Ele já havia sido condenado por furto e era procurado pela Justiça.

Um dos fiéis que desconfiou do falso padre foi o ministro da eucaristia César Mateus Gileno. Ele percebeu que havia algo de errado e resolveu fazer um teste, induzindo o suspeito ao erro durante uma missa.

Durante uma semana, o falso padre também frequentou uma livraria católica, onde tentou aplicar um golpe de R$ 30 mil comprando roupas e acessórios usados por religiosos. A mercadoria foi recuperada. A comerciante Sheila Silva chegou a dar carona para ele. “Quando eu lembro dessa cena me dá arrepio. De ter colocado o bandido no meu carro e ter ido até a casa dele”, explicou.

O suspeito também foi a uma outra igreja, mas o padre Marcelo Aparecido de Souza logo percebeu a farsa e chamou a polícia. “Ele dizia ter 35 anos e 19 anos de padre. É impossível aos 16 anos ser padre”.

Ao perceber que estava sendo perseguido pela Polícia Militar, ele entrou em uma delegacia, que fica perto da igreja, para fazer uma reclamação à corregedoria. Foi quando a polícia descobriu que o falso padre era procurado.

Ele já havia se passado por delegado da Receita Federal e advogado. “Já respondeu cerca de oito inquéritos policiais que viraram processos criminais. Está procurado pela Justiça em um mandado de prisão expedido na capital paulista e agora ele está falando um pouquinho sobre Deus na cadeia”, disse o delegado Vinicius Ferraz Moreira.

O homem permanece preso devido à condenação por furto. Segundo a polícia, ninguém registrou ocorrência pelo fato de ele ter se passado por padre em Araraquara.

Do g1

Um comentário em “Homem é preso após fingir ser padre e celebrar missa

  • 10 de março de 2015 em 19:02
    Permalink

    cade a foto do homem que foi preso se passando por padre ?
    Vai que ele ensina a missa errada…
    quero saber e velo também !
    a igreja é um local público vai quem quiser né estou preocupado ?!?
    DEVERIA????

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *