Santarém sedia encontro sobre de Bubalinocultura

Autoridades presentes na aberttura do IX Encontro Brasileiro de Bubalinocultores - Foto Ronaldo Ferreira

Iniciou ontem à noite em Santarém, o IX Encontro Brasileiro de Bubalinocultores, organizado pelo Sindicato Rural do município (SIRSAN) e pela Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), com patrocínio de instituições privadas e públicas, entre elas, a prefeitura de Santarém.

O evento que encerra amanhã, 14 de setembro, busca despertar nos participantes, reflexão e amplo debate principalmente, sobre o fomento da bubalinocultura dentro da agricultura familiar, em áreas de terra firme.

De acordo com informações disponibilizadas pela coordenação do evento, a FAO (Organização de Agricultura e Alimentação das Nações Unidas), a população mundial de búfalos em 2010 ultrapassou 200 milhões de cabeças. O rebanho bubalino no Brasil em 200, segundo o ANUALPEC (2010), apresentava uma população de 2.158.639 cabeças, com o maior número localizado na região Norte, sendo o Pará, o terceiro maior estado possuidor do rebanho.

“Temos muito a conversar. Para nós é uma honra sediar este encontro nacional que atraiu um público misto de pecuaristas, estudiosos do assunto, veterinários, universitários e muitos outros profissionais. Este evento será histórico para nossa cidade”, externou Adinor Batista, presidente do SIRSAN.

A prefeita de Santarém, Maria do Carmo, compôs a mesa de autoridades e fez a abertura oficial do encontro. Em seu pronunciamento, falou sobre as potencialidades e a base da economia do município. “Santarém fez opção por uma base econômica diversificada, mas sem excluir. A pecuária sempre foi importante para nós, mas conseguimos agregar a ela o turismo, a pesca, a agricultura familiar, o comércio e os serviços. Temos um desenvolvimento lento, mas consistente, apesar de não explorarmos minérios aqui. Estamos implantando a ciência e a tecnologia; somos polo universitário e é assim que avançamos”, afirmou.

O evento está sendo realizado no Barrudada Tropical Hotel.

Fonte: RG 15/O Impacto e Nelma Bentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *