XV Feira Panamazônica homenageia escritor obidense

Escritora Bella Pinto com o livro

A XV Feira Panamazônica do Livro realizada no Hangar Centro de Convenções e repetiu mais uma vez o sucesso dos anos anteriores. Aproximadamente 400 mil pessoas circularam durante uma semana de Feira. No sábado (10), no Salão Pará, teve o concorrido lançamento do Selo de Literatura Ildefonso Guimarães, além do livro “Crônicas de Rua – Memória de um Repórter de Polícia”, de sua autoria. Tanto o Selo como a obra foram lançados pela Fundação Cultural Tancredo Neves.

O livro inédito de Ildefonso Guimarães apresenta cenas cotidianas de profundo realismo, usando a veracidade dos fatos associados ao lirismo dos seus textos. Para a escritora obidense Bella Pinto, o Selo Ildefonso Guimarães é uma porta que se abre para o escritor paraense e obidense principalmente, onde poderão publicar suas obras e difundir a cultura do nosso Município e do nosso Pará. “Eu acho que esse é o mecanismo eficaz para que nós possamos produzir a literatura, com o apoio do governo do Estado”, disse Bella Pinto.

Ildefonso Jr, filho do escritor, falou que isso é um reconhecimento ao trabalho de seu pai e que o trabalho da Fundação é de grande importância para um escritor regionalista que foi Ildefonso. “Nos honra muito ter o nome dele dando os primeiros passos de um movimento em prol de um desenvolvimento da literatura paraense”, comentou Ildefonso Jr.

Ildefonso Guimarães nasceu em Santarém, mas é obidense de coração. Ele mesmo dizia que seu nascimento naquela cidade foi por questões de segurança, mas seu coração sempre foi Pauxinara. Cidade essa que sempre foi sua fonte de inspiração. O escritor também trabalhou como jornalista e venceu vários concursos literários nacionais. Faleceu em julho de 2004, com 85 anos.

Jornal O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *