Bocão Ed. 854

FISCALIZAÇÃO

O Governo Federal vai apertar os empresários de todo o Brasil a partir de janeiro de 2012 para pressionar os políticos a criarem a CPMF. Com a ganância do Governo, os empresários são sacrificados. Não adianta mais sacrificar os contribuintes, todo mês a arrecadação cresce. Falta saber distribuir os valores e deixar de alimentar os partidos políticos com o dinheiro do povo.  É uma vergonha! Tirar do povo e repassar aos partidos para aplicarem em causa própria.

ALANZÃO

Injustiça no PPS. O advogado Alan Reis se filiou no PDT, de Osmando. Alan é pessoa séria, não possui rabo preso com ninguém. Um grande ser humano. Quando exerceu a função no Presídio de Cucurunã, era admirando por todos, pela simplicidade e espírito público. Foi demitido injustamente e não recebeu seus vencimentos durante os 3 meses que passou trabalhando. Os cearenses prometem apoiá-lo à Câmara Municipal.

ANTÔNIO

Postou o seguinte comentário no Bocão: Vamos falar da saúde que está sendo oferecida, não vamos perder a oportunidade para exigir melhorias nisso. Não há mais possibilidade de aceitar que sempre seja assim, que continue assim, como se não existisse jeito. Tem sim, basta que os médicos assumam seu trabalho para salvar vidas e ganhar, claro, seus salários, mas não pode é querer fazer da medicina uma mina inesgotável, trabalhando em vários lugares, ganhando vários salários, sem que atendam direito, deixando seus pacientes esperando por várias horas, parecendo que é um favor o que fazem, mesmo sendo em hospital público ou particular. Começa isso pelo Secretario de Saúde, que é notório na cidade todos seus cargos. Passa para o diretor do municipal, que também multiplica cargos, estando o Hospital Municipal naquele caos, e ainda assim nada é feito pela Prefeita para endireitar isso. Depois vamos aos hospitais particulares que prestam serviços do SUS e que estão há anos no mercado, não se estruturam e ainda assim continuam no SUS, obrigando a população a se submeter a essa situação. Depois vamos aos anestesistas que aqui em Santarém parece ser cartel, pois mesmos profissionais estão em todos os hospitais, fecham o mercado, sem que outro profissional possa trabalhar aqui, já que os hospitais já fecharam com essa Cooperativa, com uma exceção ou outra. Se não quebrarmos agora essa situação, continuaremos com esse péssimo serviço. Não é falta de recurso para melhorar o sistema de saúde, mas de saber, querer gerir o recurso e colocar nos cargos de direção pessoas comprometidas com o serviço público. Estou revoltado com tanto descaso, quem já não sofreu isso na pele?

JATENE

Passou 4 programas de rádio falando da seleção brasileira. Demagogia barata, pensando que todos são otários, Deveria falar da greve dos professores e dos bancários, dos problemas da saúde e dar solução e não falar dos torcedores, que nada faz pelo futebol paraense. Jatene não ajudou os times da segunda divisão do Campeonato Paraense e agora aparece como grande torcedor. O Campeonato Paraense da primeira divisão vem ai, quero ver se ele vai ajudar os times. Pra mim, Jatene é demagogo e quis aproveitar o sucesso da seleção brasileira. Esse Jatene é um perigo.

CONSANGUINIDADE

Mesmo que Maria do Carmo renuncie ao cargo de Prefeita 6 meses antes do final do seu mandato, e apontar seu irmão Carlos Martins para disputar a vaga de Prefeito, a candidatura encontraria embargos constitucionais. Em 2007, uma consulta nesse sentido já havia sido feita ao Tribunal Superior Eleitoral pelo deputado federal Celso Russumano, tendo como exemplo uma simulação que tem similaridade do caso de Santarém. Em 3 de abril de 2007, o TSE decidiu, através da consulta nº 1.401, que gerou a resolução 22.527, expressamente que: “Consulta. Prefeito reeleito. Pretensão. Candidatura. Irmão. Período subseqüente. Mesma jurisdição. Terceiro mandato. Possibilidade. Vedação. Art. 14, §§ 5o e 7o, da Constituição Federal. 1. É vedado, ao irmão do chefe do Executivo no exercício de segundo mandato, concorrer, no período subseqüente e na mesma jurisdição, ao cargo ocupado por seu parente, ante a possibilidade de vir a se concretizar um terceiro mandato consecutivo (art. 14, §§ 5o e 7o, da CF). Consulta a que se responde negativamente.”(Res. no 22.527, de 3.4.2007, rel. Min. Caputo Bastos.)”. Diante disso, a possibilidade concreta de um nome forte como o de Carlos Martins para a disputa das eleições, deixa a cúpula do PT ainda mais preocupada. O nome de Inácio Corrêa continua a insistir em não decolar. Melhor pra oposição.

PERDA DE MANDATO 

Faltando exato um ano para as eleições, pelo menos 3 prefeitos do Oeste paraense ainda estão suscetíveis a terem seus mandatos cassados. Denílson Guimarães (de Faro) por abuso de poder econômico e político e capitação ilícita de sufrágio; Geraldo Pastana (de Belterra) por abuso de poder econômico e político e capitação ilícita de sufrágio e uso da máquina administrativa municipal; além de Maria do Carmo (de Santarém) por captação ilícita de sufrágio, e abuso do poder econômico e político. No linguajar mais popular, captação ilícita de sufrágio, nada mais é do que compra de votos. Já o abuso do poder econômico e político, no caso da prefeita de Santarém, foi o uso do dinheiro público para promoção pessoal, que fere o artigo 37 da Constituição Federal. Os supostos delitos estão no TRE, e podem sem julgados antes do término deste mandato. No Estado todo outros 6 prefeitos estão na mesma situação.

REGRAS SÃO REGRAS

É princípio constitucional do seu artigo 16 que as regras das eleições só valem se tiverem efeito, pelo menos um ano antes das eleições. O TSE estabelece normas e mesmo assim, vimos no ano passado a imposição da Lei da Ficha Limpa, que pelo seu princípio é boa, mas se tornou sem eficácia por não ter cumprido o cumprimento do artigo 16 da CF. No ano anterior, foi assim também com a Lei da Verticalização. Tomara que o Congresso não force a barra para colocar em prática já para as eleições do ano que vem a vigência do Projeto que veta a coligação proporcional, que está em fase de aprovação. O risco é o mesmo fiasco que aconteceu com a Lei da Ficha Limpa. Mesmo assim ainda se discute a validade da Ficha Limpa, uma vez que não leva em conta a presunção de inocência, por não condenação até o Trânsito em julgado. Vai ver que os próprios políticos é que deixam as brechas, diante das pressões da população pela condição da probidade da vida pública.

SEGUNDO TURNO

Conversei esta semana informalmente com o chefe do cartório eleitoral da 20ª Zona, Márcio Mendonça, sobre a possibilidade de eleição em segundo turno em Santarém, nas próximas eleições municipais. Ele fez uma análise a partir dos números atuais e uma conseqüente progressão e concluiu preliminarmente que não haverá tempo suficiente para que se chegue a 200 mil eleitores até a data limite. O cadastro eleitoral encerrou-se em setembro em razão do plebiscito, 151 dias antes da data do pleito. Excluindo os cerca de 15 mil eleitores do novo município de Mojuí dos Campos, Santarém possui cerca de 191 mil eleitores. O alistamento de 9 mil eleitores de janeiro a maio do ano que vem seria praticamente impossível, diante da exigüidade do tempo de alistamento de novos eleitores, para se chegar ao limite mínimo estabelecido por lei de 200 mil.

GAZETEIROS.

O período de campanha eleitoral ainda nem chegou e os vereadores “gazeteiros” já começam a inviabilizar os trabalhos da Câmara Municipal de Santarém. A primeira parte mais precisamente o tempo das bancadas, deixou de acontecer na sessão da última sessão da semana na quarta-feira, por falta de quorum. Excluindo Evaldo Costa que está de licença médica, Emir Aguiar que ainda está abatido com o falecimento recente do seu pai Chico Irene, e Reginaldo Campos também enfrenta problemas de saúde na família, os demais a meu ver, não têm motivos relevantes para faltar.

DESABAFO

“Eu fiquei surpresa porque o meu contrato de trabalho com a Prefeitura vai até dezembro, e eu recebi a comunicação hoje, que eu estava sendo demitida da Secretaria pra atender o interesse público. Então, eu perguntei pra diretora de recursos humanos, a senhora Mara, qual o interesse público que eu estou contrariando, por um trabalho que eu desenvolvi até então na Vigilância Sanitária que sempre me pautei pela legalidade, por atender o Código de Ética Médica e as portarias do Ministério da Saúde, que determinam, que em caso de risco à saúde da população, nós devemos intervir, para que as pessoas não  morram”. Este é apenas um trecho do desabafo da médica sanitarista Nástia Iria de Sousa Santos. A prefeita Maria do Carmo, num script bem decorado, até que tentou, mas não conseguiu convencer que a demissão da médica não tem requintes de retaliação. O Secretário Municipal de Saúde foi mais cauteloso. Na semana anterior, disse que a “transferência” dela, seria para preservar a sua vida, diante das ameaças que estava sofrendo. Essa me parece uma saída estratégica.

DOMICÍLIO ELEITORAL

Foi inesperada a filiação do vereador Emir Aguiar e sua esposa Jarle, ao Partido dos Trabalhadores, na calada da noite da última quarta-feira. Emir não pode alegar que ignora a possibilidade de perder o mandato, pois até onde se sabe, ele não foi expulso do PR, e nem o partido fez mudança recente no seu estatuto. De resto não houve novidades desenhadas anteriormente no caso dos vereadores de Santarém, que estavam interessados em trocar de partido sem o risco de perda de mandato. Primeiro foi Evaldo Costa, que pediu seu desligamento, e mesmo assim, por conta de um ‘acordo’, não estará sujeita a devolver o mandato ao partido, com uma condição: que ele continue dando sustentação à base aliada da prefeita Maria do Carmo. O segundo a trocar de partido foi Gerlande Castro. Ele deixa o PP, e vai para o PSD, por divergências públicas com o atual presidente, Luiz Alberto que também responde pela Secretaria Municipal de Segurança Cidadão. Maurício Corrêa foi o último a pedir desligamento, para cumprir o prazo de domicílio eleitoral um ano antes das eleições. Mesmo esperando nos últimos minutos uma posição do TRE sobre a perda do seu mandato, a situação caminha para que ele se filie ao PSD, e assim escape da cassação, por se tratar de um partido recém formado. José Maria Tapajós resolveu permanecer no PMDB, apesar dos “assédios’, até pra consolidar seu nome como pré-candidato a Prefeito, numa disputa na convenção, com o deputado estadual Antônio Rocha.

JUSTIFICATIVA.

O militante Petista Milton Peloso, um dos primeiros filiados do partido em Santarém, justificou a entrada do vereador Emir Aguiar no PT, da seguinte maneira: “O vereador Emir não tem a ideologia do PT, mas tem se mostrado fiel. A exemplo das últimas eleições, aos governos estadual e federal. Agora uma coisa é certa, ele vai ter que mostrar atuação pra ganhar espaço dentro do partido, mesmo com mandato na mão”. Mas Milton, perguntar não ofende: O PT, diante de tantas alianças esdrúxulas, em todas as esferas na busca da governabilidade, ainda pode se dar ao direito de falar de ideologia?.

SOBE

A médica Nástia pela coragem e competência em denunciar as irregularidades na saúde, demonstrando zelo e responsabilidade e como o poder público municipal, prefeita Maria do Carmo, não admira a legalidade, transferiu a médica.

DESCE

Que vendia remédio do SUS para a Fundação Esperança, cujo proprietário é Rogério Cunha. O caso é sério, merece atenção especial do Ministério Público Federal, Polícia Federal, Receita Federal e Ministério Público Estadual. A Receita Federal deve investigar a margem de lucro.

Por: Emanuel Rocha

42 comentários em “Bocão Ed. 854

  • 13 de outubro de 2011 em 09:04
    Permalink

    Gostei do debate. A radios. Tv e Jornais, deveriam publicar, é importante para a população essa situação.

    Resposta
  • 12 de outubro de 2011 em 17:26
    Permalink

    Os anestesistas desta cooperativas medicas em Santarem esqueceram de falar das graves irregularidades que eles cometem:
    – Os medicos dessa cooperativa SAOP nao respeitam o Codigo de Etica Medica e colocam seus interesses cooporativos e pessoais acima do interesse de servir a saude publica;
    Entre os Principios Fundamenentais do Codigo de Etica Medica temos:
    Art. 2° – O alvo de toda a atenção do médico é a saúde do ser humano, em benefício da qual deverá agir com o máximo de zelo e o melhor de sua capacidade profissional.
    Art. 4° – Ao médico cabe zelar e trabalhar pelo perfeito desempenho ético da Medicina e pelo prestígio e bom conceito da profissão.
    – Os medicos asnestesisita dessa cooperativa realizam simultaneamante anestesias em pacientes distintos;
    A Resolução Conselho Federal de Medicina n.1802/2006, art. IV diz que – É ato atentatório a Ética Medica a realização simultânea de anestesias em pacientes distintos pelo mesmo profissional, ainda que seja no mesmo ambiente cirúrgico;
    – Os anestesista da SAOP fazem plantoes simultaneos em unidades hospitalares situadas em locais distintos;

    É vedado eticamente o plantão simultâneo de médicos em unidades hospitalares situados em locais distintos. O Código de Ética Médica em seus artigos 8º e 9º diz ser vedado ao médico: Afastar-se de suas atividades profissionais, mesmo temporariamente, sem deixar outro médico encarregado do atendimento de seus pacientes internados ou em estado grave. Deixar de comparecer a plantão em horário pré-determinado ou abandoná-lo sem a presença de substituto, salvo por justo impedimento.

    – Os anestesistas da SAOP agem contra a lei do SUS que proibe que se cobre tratamentos de pacientes do SUS;
    A lei 8.080 proíbe a cobrança de qualquer valor de pacientes do SUS. O portal do SUS na Internet define que “através do Sistema Único de Saúde, todos os cidadãos têm direito a consultas, exames, internações e tratamentos nas Unidades de Saúde vinculadas ao SUS da esfera municipal, estadual e federal, sejam públicas ou privadas, contratadas pelo gestor público de saúde”.
    O comportamento de voces anestesistas da SAOP, alem de ser ilegal e imoral. Ve se voces tomam vergonha na cara e virem medicos de verdade e nao um bando de mercenarios. Respeitem o Codigo de Etica Medica e as leis do pais, ou mudem de profissao.

    Esperamos que o Ministerio Publico tome providencias imediatas e ponha esses mercenarios na cadeia para o bem da saude do povo Santareno.

    Resposta
  • 12 de outubro de 2011 em 01:29
    Permalink

    Realmente,fica até ridiculo falar em cartel quando a gente se informa direito ( E DESCOBRE QUE TEM 3 EQUIPES DE ANESTESIA NA CIDADE.
    ACHO QUE AS ESCOLAS DEVERIAM ENSINAR MELHOR OS ALUNOS OS CONCEITOS DE CARTEL, MONOPOLIO,OLIGOPÓLIO ETC…PARA NÃO ACONTECER COISAS COMO ESTA NUM JORNAL SÉRIO!!!
    PORTANTO, NÃO É SÓ A SAÚDE DE SANTARÉM QUE TEM PROBLEMAS, MAS A EDUCAÇÃO TAMBÉM SOFRE.

    Resposta
  • 12 de outubro de 2011 em 00:22
    Permalink

    ANESTESIOLOGISTAS:
    Poucos profissionais sao capazes de se manter organizados em uma localidade enfrentando frequentes atrasos salariais de 4,6 e 8 meses ANUALMENTE alem de crises na politica local, trabalhar mais de 80 horas semanais(sendo mais de 80% do tempo no sistema publico) e sofrer criticas descabidas.
    Sugiro investigar qual categoria médica tem o maior percentual de atendimentos para o SUS….e qual categoria médica se mantém trabalhando APESAR de receber o maior número de calotes no pagamento do SUS nessa região.
    Ah, Investiguem se há um unico caso de cobrança de paciente do SUS por anestesistas do SAOP. Não acharão um sequer!
    Lembro que quem mantém contratos dos serviços de anestesia com os hospitais Regional, MunicipaL, Unimed é a Cooperativa de anestesia do Estado do Pará, ou seja, os hospitais conveniados contam com MAIS de 180 (CENTO E OITENTA!!!!) profissionais médicos anestesiologistas cooperados a sua disposição em Santarém. Isso é cartel?????
    O SAOP é uma empresa privada de profissionais médicos anestesiologistas Cooperados que decidiram MORAR em Santarém e prestar atendimento para a população do municipio. Detalhe é que o SAOP trabalha com valores privados e tabela SUS abaixo dos praticados em Belem/PA!
    O SAOP NÃO é a unica equipe anestésica presente na cidade, mas é a UNICA que presta atendimento aos pacientes carentes do SUS.
    Coincidentemente, é FATO que desde a contratação da COOPANEST/PA em Santarém, criação do SAOP e fixação dos profissionais na cidade há 4 anos, não falta profissional nesta localidade. Mas falta médico anestesiologista em praticamente todo o território nacional…inclusive nas grandes capitais… Vide meios de comunicação.
    Além disso, TODOS tem compromissos e obrigações com a comunidade.
    Atitudes covardes de criticas sem conhecimento e sem informações é que fazem profissionais sérios e comprometidos sentirem vontade de saírem da cidade. PARABÉNS JORNAL IMPACTO!!!!!
    Ah, voce que demanda mais de 40% do seu tempo de trabalho com trabalhos voluntarios para a comunidade atire a primeira pedra.
    BONS PROFISSIONAIS CAPACITADOS, EXPERIENTES E QUE PRESTAM ATENDIMENTO SEGURO E DE QUALIDADE EM ANESTESIA PARA SATNTARÉM: SEJAM BEM VINDOS… SANTARÉM PRECISA DE VOCES PARA TRABALHAR!
    agora o problema é achar BOM profissional médico anestesiologista com tempo disponível no Brasil…se vc conhece, POR FAVOR, encaminhe-o ao SAOP.
    GRATO!
    Antes de escrever…me informei….INFORME-SE VOCÊ TAMBÉM!

    Resposta
  • 9 de outubro de 2011 em 09:51
    Permalink

    como pode a Prefeita, desconsiderar o trabalho da medica.Se ela nao fosse compentente, nao tinha assimido a funcao. Errou Prefeita, quando transferiu a medica. E nossas autoridades, nao vao punir o empresario Rogerio? Como sera que ele comecou a vida empresario, se agora com muito dinheiro, fica vendendo remedio do SUS.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 19:58
    Permalink

    Um profissao tao nobre, porem, estao pesnado em dinheiro em primeiro lugar. Isso e feio, Deus esta presente e nao vai aceitar esse procedimento. Coloquem a mao na consciencia e sirvam o sere humano com dedicacao e amor, deixando o dinheiro para segundo plano.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 18:05
    Permalink

    médico faz juramento quando sai da faculdade, mas pelo visto os médicos de Santarém fizeram juramento com o bolso deles e só. Que vergonha.E alguns dando uma de bons moços….todos mercenários.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 18:05
    Permalink

    EU CONCORDO COM O EVANGELICO QUE DIZ QUE REGINALDO CAMPOS É SÓ FALCIDADE; EU CONHEÇO ESSE RAPAZ, QUE SE DIZ SER SOLDADOPM SOMENTE NAS CAMPANHAS, DEPOIS DE ELEITO, QUANDO ELE CHEGA NO QUARTEL, VAI DIRETO PARA O GABINETE DO COMANDO, E RARAMENTE FALA COM PRAÇA; ESTE REGINALDO, SEMPRE FOI UM ENROLÃO DURANTE O TEMPO QUE ESTEVE NATIVA, DIFICILMENTE SE VIA ELE FARDADADO. PURO MOITA, ENROLÃO.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 18:05
    Permalink

    Vejo com felicidade essa discussão. Moro em São Paulo, mas sou da terrinha santarena. Na última vez que estive ai, ano passado, estranhei a riqueza de alguns médicos, cheguei a conhecer uns dois, esbanjando em suas mansões na praia, carroes e lanchas, e pelo que ouvi são os doutores que estão nos quatro cantos da cidade e ai pensei que a farra da felicidade está ai na cidade e com certeza a custa dos necessitados do sistema da saúde pública. Quando acontenceu as prisões aqui em SP lembrei de Santarém e pensei será que um dia vai acontencer lá e logo disse a mim, não ocorrerá porque ninguém faz nada, pois a justiça está cega por aquelas bandas. Agora observo a discussão e me alegro que podemos acreditar que teremos também prisões desses senhores de branco que enricam sem compromisso de defenderem seu juramento da saúde, são mercenários do dinheiro público, com o apoio da prefeita, secretario de saúde, claro que há bons profissionais nessa área, e aqui sei de vários, mas por esses maus médicos a classe se torna mal vista. Dra. Nastia ter uma profissional com sua coragem nos faz acreditar de que ainda há jeito.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 12:10
    Permalink

    Ministério Público ficalize esta situação. Um bando de médico mercenários só querendo ganhar dinheiro.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 12:09
    Permalink

    Que vergonha a formação de cartel de anestegistas, vamos acabar com isso, Ministério Público ficalize esta situação. Um bando de médico mercenários só querendo ganhar dinheiro.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 09:39
    Permalink

    O Ministerio Público Federal deveria apurar esse tipo procedimento. Não é legal, a Constituição Federal não obriga o cidadão e o profissional a participar de associação. MPF. apura essa máfia.

    A MÁFIA DOS ANESTESISTAS

    Em Santarém a situação da saúde é um caso de polícia. As atitudes dos médicos mercenários, com raras exceções, nos fazem ter saudades de médicos como o Dr. Waldemar Pena e Everaldo Martins, que eram médicos comprometidos com a saúde do paciente e não com o dinheiro. Mais revoltante é a Máfia dos anestesistas, o verdadeiro cartel que se formou pelos anestesistas em Santarém. Nove anestesistas se uniram num tal de SAOP – Serviço de Anestesistas no Oeste do Pará, para cobrar o que querem dos pacientes e ainda encurralarem médicos e autoridades que não se enquadrarem nas exigências deste cartel. O hospital ou clínica que não quiser pagar o preço que eles pedem, não terá anestesistas para acompanhar s cirurgias realizadas nestes hospitais. Da mesma maneira acontece com os outros médicos, quem não se enquadrar e aceitar o preço imposto pela máfia dos anestesistas não terá anestesista disponível para acompanhar as cirurgias destes médicos. Recentemente estes médicos ameaçaram fazer greve e paralisaram os serviços de anestesiologista no hospital municipal e encurralaram a prefeita e o secretário de planejamento, que teve que ceder e pagar o preço exigido pela máfia dos anestesistas. Não teve jeito, o todo poderoso Everaldinho teve que se curvar e a prefeita teve que pagar o salário que eles pediam. É um cartel e isso é contra as leis e contra o juramento que esses médicos fizeram quando se formaram. Tá na hora do Ministério Público intervir e acabar com esse cartel. Isso é crime! Mais ainda quando se trata de saúde da população.

    SAIBA QUEM FAZ PARTRE DO TAL SAOP

    Os médicos anestesistas que fazem parte e compactuam dessa mercenária são: Drs. Telmo Moreira Alves, Walda Martins, Fabrício Azevedo, Luciano Azevedo, Marcelo Diniz, Charles Serednicki, Liene Miranda, Gianne Brito e Everton Canto. Pelo visto estão todos os anestesistas que atuam em Santarém. Tivemos conhecimento que, recentemente, uma médica que deixou de fazer parte desse cartel e quis realizar seus serviços profissionais de maneira independente, cobrando preços justos, foi boicotada e chantageada pelos integrantes do SAOP e teve que ir embora de Santarém. Soubemos que os médicos do SAOP faziam chegar aos médicos cirurgiões que se os pacientes desses médicos contratassem os serviços dessa médica que estava fora do SAOP, em outras ocasiões, os cirurgiões não teriam anestesistas “disponíveis” para acompanhar cirurgias de seus pacientes, todos estariam “ocupados”. Que se mexam juízes, promotores públicos, autoridades e que a lei seja cumprida e que essa imoralidade acabe em Santarém. Cartel é crime! Chega de abuso!

    Resposta
    • 7 de outubro de 2011 em 11:11
      Permalink

      Esse comentário ta parecendo coisa dos Avançados.

      Resposta
      • 12 de outubro de 2011 em 01:09
        Permalink

        Acho muito esquisito esse comentário sobre um \”cartel \” do anestesistas. As pessoas que estão um pouco mais em contato com a área da saúde na cidade OU QUE PRECISARAM DOS SERVIÇOS MÉDICOS sabem que:

        1- Antes desse tal SAOP Existir, a situação das cirurgias do SUS e particulareS em Santarém eram absolutamente CAÓTICAS, sem equipamentos mínimos de segurança para anestesiar os pacientes e SEM MEDICAMENTOS BÁSICOS PARA UMA ANESTESIA E CIRURUGIAs seguras.Além disso HOUVE REDUÇÃO SIGNIFICATIVA DAS FILAS DE ESPERA PARA CIRURGIAS DO SUS E PARTICULARES DEVIDO A ESSA EQUIPE ORGANIZADA E PRESENTE NA CIDADE…

        *** OS SANTARENOS SABEM QUE ATÉ POUCO TEMPO ATRAS PRECISAVAMOS IR PARA BELEM PARA SAIR DAS FILAS DE CIRURUGIA ,DEVIDO A FALTA DE PROFISSIONAIS NA CIDADE.
        ISSO FACILITOU MUITO NOSSAS VIDAS ,REDUZIU CUSTOS COM PASSAGENS,HOTEL ETC E NOS PERMITIU FICAR NA CIDADE E PODER CONTAR COM A AJUDA DOS FAMILIARES NA ASSISTENCIA PÓS OPERATÓRIA. ALÉM DA MELHORA NA QUALIDADE DO SERVIÇO.

        Foi graças a organização e batalha desses médicos anestesistas que hoje temos centros cirurgicos bem equipados e um atendimento mais humanizado aos pacientes do SUS e particulares.

        2- Foi também muita SORTE PARA OS SANTARENOS que ESSA equipe de medicos anestesistas resolveu lutar por nós ,ja que antes deles NENHUM MEDICO SE PROPOS A MELHORAR AS CONDIÇOES DE ATENDIMENTO NAS CIRURGIAS DEVIDO AO BAIXISSIMO INVESTIMENTO DO GOVERNO NESSA ÁREA.
        E nada mais NORMAL que eles lutarem por uma remuneração justa,já que essa é uma especialidade de extrema importância assim como os cirurgiões.

        3- Como cidadão utilizei os serviços desse grupo mais de uma vez e pude verificar que OS PREÇOS COBRADOS PELO SAOP ESTÃO ABAIXO DO VALOR COBRADO EM OUTRAS CIDADES DO ESTADO E DO BRASIL. OS PREÇOS SÃO BASTANTE JUSTOS.

        4-HÁ FALTA DE ANESTESISTAS NO BRASIL TODO E DIVERSAS ESPECIALIDADES MÉDICAs SE ORGANIZAM EM GRUPOS/EQUIPES PARA MELHOR SUPRIR AS NECESSIDADES DOS SERVIÇOS ONDE ESTÃO INSERIDOS.

        5-OS GRUPOS CONCORRENTES DO SAOP COBRA EXATAMENTE OS MESMOS VALORES !!OS GRUPOS CONCORRENTES NÃO PRESTAM ATENDIMENTO AO SUS,SÓ PARTICULAR… O SAOP É O ÚNICO QUE ATENDE SUS.

        6- FALTAM MÉDICOS DE TODAS AS ESPECIALIDADES NA CIDADE. PORQUE A CIDADE É DESINTERESSANTE PARA PROFISSIONAIS DA SAÚDE?

        7- HÁ OUTRAS ESPECIALIDADES MÉDICAS NA CIDADE ORGANIZADAS EM GRUPOS.

        8-TODO TRABALHADOR TEM DIREITO A REIVINDICAR MELHORES CONDIÇÕES DE SALÁRIO,INCLUSIVE OS MÉDICOS.
        9- SEM SAÚDE DECENTE A POPULAÇÃO PERECE.SEM PROFISSIONAIS COMPETENTES TAMBÉM.

        CONCLUINDO: A CRÍTICA FEITA TRATA DE UMA FORMA EXTREMANTENTE SUPERFICIAL E DESAVISADA A QUESTÃO DA SAUDE NA CIDADE E DEFENDE NÃO A POPULAÇÃO, MAS O GOVERNO E SEU DESCASO PELA SAÚDE NA CIDADE!!!

        Resposta
      • 12 de outubro de 2011 em 01:15
        Permalink

        ANESTESIOLOGISTAS:
        Poucos profissionais sao capazes de se manter organizados em uma localidade enfrentando frequentes atrasos salariais de 4,6 e 8 meses ANUALMENTE alem de crises na politica local, trabalhar mais de 80 horas semanais(sendo mais de 80% do tempo no sistema publico) e sofrer criticas descabidas.
        Sugiro investigar qual categoria médica tem o maior percentual de atendimentos para o SUS….e qual categoria médica se mantém trabalhando APESAR de receber o maior número de calotes no pagamento do SUS nessa região.
        Ah, Investiguem se há um unico caso de cobrança de paciente do SUS por anestesistas do SAOP. Não acharão um sequer!
        Lembro que quem mantém contratos dos serviços de anestesia com os hospitais Regional, MunicipaL, Unimed é a Cooperativa de anestesia do Estado do Pará, ou seja, os hospitais conveniados contam com MAIS de 180 (CENTO E OITENTA!!!!) profissionais médicos anestesiologistas cooperados a sua disposição em Santarém. Isso é cartel?????
        O SAOP é uma empresa privada de profissionais médicos anestesiologistas Cooperados que decidiram MORAR em Santarém e prestar atendimento para a população do municipio. Detalhe é que o SAOP trabalha com valores privados e tabela SUS abaixo dos praticados em Belem/PA!
        O SAOP NÃO é a unica equipe anestésica presente na cidade, mas é a UNICA que presta atendimento aos pacientes carentes do SUS.
        Coincidentemente, é FATO que desde a contratação da COOPANEST/PA em Santarém, criação do SAOP e fixação dos profissionais na cidade há 4 anos, não falta profissional nesta localidade. Mas falta médico anestesiologista em praticamente todo o território nacional…inclusive nas grandes capitais… Vide meios de comunicação.
        Além disso, TODOS tem compromissos e obrigações com a comunidade.
        Atitudes covardes de criticas sem conhecimento e sem informações é que fazem profissionais sérios e comprometidos sentirem vontade de saírem da cidade. PARABÉNS JORNAL IMPACTO!!!!!
        Ah, voce que demanda mais de 40% do seu tempo de trabalho com trabalhos voluntarios para a comunidade atire a primeira pedra.
        BONS PROFISSIONAIS CAPACITADOS, EXPERIENTES E QUE PRESTAM ATENDIMENTO SEGURO E DE QUALIDADE EM ANESTESIA PARA SATNTARÉM: SEJAM BEM VINDOS… SANTARÉM PRECISA DE VOCES PARA TRABALHAR!
        agora o problema é achar BOM profissional médico anestesiologista com tempo disponível no Brasil…se vc conhece, POR FAVOR, encaminhe-o ao SAOP.
        GRATO!
        Antes de escrever…me informei….INFORME-SE VOCÊ TAMBÉM

        Resposta
    • 12 de outubro de 2011 em 01:32
      Permalink

      Realmente,fica até ridiculo falar em cartel quando a gente se informa direito , E DESCOBRE QUE TEM 3 EQUIPES DE ANESTESIA NA CIDADE.
      ACHO QUE AS ESCOLAS DEVERIAM ENSINAR MELHOR OS ALUNOS OS CONCEITOS DE CARTEL, MONOPOLIO,OLIGOPÓLIO ETC…PARA NÃO ACONTECER COISAS COMO ESTA NUM JORNAL SÉRIO!!!
      PORTANTO, NÃO É SÓ A SAÚDE DE SANTARÉM QUE TEM PROBLEMAS, MAS A EDUCAÇÃO TAMBÉM SOFRE.

      Responder

      Resposta
      • 12 de outubro de 2011 em 10:38
        Permalink

        Cartel não quer dizer apenas uma empresa no mercado, mas quando produzem meios de evitar que quem queira prestar o serviço não consiga pelas barreiras impostas, por isso é preciso investigar todas, inclusive a COOPANESP, vamos ao conceito de um mestre na área \” Um cartel consiste numa organização de empresas independentes entre si, que produzem o mesmo tipo de bens e que se associam para elevar os preços de venda e limitar a produção, criando assim uma situação semelhante a um monopólio (no sentido em que as empresas cartelizadas funcionam como uma única empresa). Este tipo de acordos podem concretizar-se pela fixação conjunta dos preços de venda, pela divisão do mercada entre si ou pela fixação de quotas de produção para cada uma das empresas participantes\”, Paulo Nunes. Parece que querem dizer que atendem ao SUS por caridade, faça-me o favor, reclamam mas não largam o osso, é preciso ter coragem e enfrentar o problema, de que o grupo não apenas de anestesista, mas regra geral dos médicos estão associados em cooperativas, mesmo ganhando bem continuam por \”caridade\” a atenderem em toda a rede hospitalar, faturando bem alto com isso. A exemplo do que ocorre com a COOMEB, no hospital municipal e OS PRÓ SAÚDE, pagam muitissímo bem aos médicos e mesmo assim tais profissionais conseguem tempo para estarem em todos os hospitais da cidade. Falta é VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL, COM CARGOS E SALÁRIOS de toda a área da saúde, pois mesmo sendo uma miséria salário dos enfermeiros estes é que seguram para que não tenha falência geral dos hospitais. Sabe porque não greve dos enfermeiros, porque na maioria é temporário, justamente para que o governo utilize como manobra. Falta gestão na saúde, falta compromisso profissional, a começar pelo secretário de saúde e diretor do municipal que não cumprem a própria lei que determina dedicação exclusiva no cargo de direção do SUS, justamente para que tais profissionais possam gerenciar a complexidade do sistema. Não precisa ser médico para ser secretário de saúde e diretor de hospital público, é preciso que seja um gestor, e ai parabenizo o Hospital Regional, que tem um administrador hospitalar, pois médico é para atender paciente.

        Resposta
        • 12 de outubro de 2011 em 12:59
          Permalink

          A questão da saude na cidade é tão ridícula que há falta de médicos e outros profissionais da área,obrigando muitas vezes a população a ir procurar atendimento em BELÉM por não conseguir na sua própria casa,sendo obrigada a gastar uma fortuna com passagem,transporte e hospedagem,só para fazer uma cirurgia simples ou até uma consulta.
          A verdade é que a cidade não oferece condições atraentes para que se trabalhe nos serviços públicos.
          Aí parece muito fácil falar dos anestesistas quando muitos outros médicos na cidade cobram FORTUNAS para atender pacientes que são do SUS!!!Ou seja, vários médicos só atendem particular e o pobre é obrigado a pagar já que o governo não investe nos profissionais.
          Claro que não se atende por caridade, mas com certeza o que o SAOP fez em 4 anos para melhorar na cidade ninguém fez!!!E a população agradece por isso!!!

          Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 09:35
    Permalink

    È verdade o Governador Jatene, que se aproveitar da situação. Agora mesmo, a copa oeste do pará, foi cancelada porque o governo não repassou os recursos para cobrir as despesas, mais liberou dinheiro para o Payssandu e Independente. Falta politico na região,cade o Vice Governador Helenilson que não faz nada pelo esporte. Não tem moral com Jatene.Mesmo contra o Estado do Tapajos, veria ajudar os times de Santarém.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 08:40
    Permalink

    Alan, vá fundo meu amigo, tenho certeza que vou ver vc na câmara. Sei que o Vice Helenilson sacaneou com vc, monstre pra ele que vc é bom de voto.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 08:08
    Permalink

    Ninguem entendeu. A Prefeita como promotora de justiça, deveria zelar pela legalidade, mas não, preferiu esconder as irregularidades afastando a médica de suas funções que vinha agindo dentro da lei, enquanto os hospitais e clinicas operando a margem da lei, foram beneficiadas com com o afastamento da médica. Será que o Ministerio Público Federal, Policia Federal, Ministerio Público Estadual e Receita FEderal vão apuarar as irregularidades? Espero que sim, para evitar enriquecimento ilicito.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 08:06
    Permalink

    A corrupção é absurda na saúde, será que não percebem que além de roubar ainda estão matando inocentes? Crimes hediondos como estes deveriam ser tratados de maneira mais rígida pela Lei, mas infelizmente, o que vemos é um total descompromisso dos legisladores deste país, lavam as mãos e ainda compactuam com os bandidos. Apesar de tanta denúncia nada é feito, esfregam a roubalheira na cara de quem quiser ver porque sabem que nada será feito. Não adianta apelar para órgãos fiscalizadores \”responsáveis\”, eles só funcionam para ladrões de galinha.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 08:04
    Permalink

    Só tem policia para pobre porque não investiga estas Distribuidoras de remedios tem que colocar processos em cima deste responsavel.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 07:58
    Permalink

    Até agora ninguém se manifestou, nem o médico denunciado, nem a Clínica, nem Distribuidora Tapajós, nem prefeita… todos com rabo preso, devem estar morrendo de medo. Esperamos a ação do Ministério Público imediatamente.

    Resposta
  • 7 de outubro de 2011 em 07:55
    Permalink

    Quer dizer que a prefeita voltou atrás quanto ao afastamento da médica? Esse é o efeito O Impacto, só mesmo diante de denúncias como essa é que os políticos fazem o correto. O bocão é o melhor!

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 21:39
    Permalink

    Esse sobe e desce e muito bom. Bota quente impacto.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 20:14
    Permalink

    Quanta hipocrisia. Uma hora a prefeita diz na imprensa de que a médica foi demitida porque a justiça cobrava para chamar os concursados, no dia seguinte a médica é chamada de volta ao emprego, depois da confusão que deu sua demissão. Parabéns médica, Dra. Nastia mulheres como a senhora é que precisamos nesses cargos de direção e não médico que nem o secretario de saúde e diretor do hospital municipal, homens que estão em vários lugares e não enxergam necessidades do serviço, porque estão sempre correndo, para receberem seus vários salários. Onde fica a Constituição Federal que proibe que profissional da saúde tenha mais de dois cargos públicos. Mesmo tendo tantas faculdades de direito ninguém ainda avisou esses médicos de que qualquer hora o Ministério Público vai começar a cobrar deles e ai a coisa vai esquentar. È preciso que nós fiquemos atentos e a imprensa não deixe de acompanhar essa inspeção, nunca se viu igual aqui. Quem mora na cidade tem que começar a brigar pela qualidade do serviço de saúde.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 19:33
    Permalink

    Dra. Nastia, parabens pelo trabalho, nao pense que a senhora agiu errada. Quem esta errada e a Prefeita

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 18:47
    Permalink

    Bicho, mete a cara, vc vai ganhar essa facil,vc é uma cara querido com seus amigos e amigas. Voto em ti.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 18:19
    Permalink

    Prefeita Maria do Carmo, não correto a senhora tirar a médica da função, ficou ruim para a senhora. Entendi que a senhora está protegendo o empresario Rogerio. Pense bem nas conseguencias. Muita gente falando mal da senhora. Votei no PT, não voto mais.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 18:12
    Permalink

    O vereador Emir no PT? Surpresa. E se o Alexandre ganhar como fica?

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 17:25
    Permalink

    Meu amigo Alan, va fundo que vc leva essa. Lá não esqueça dos amigos.Procure os amigos que vamos te ajudar.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 17:17
    Permalink

    Emgraçado. O governo deveria agir para receber as dividas e não fiscalizar, vai autuar, não vao pagar e cresce a divida dos empresarios com a União. Não é por ai senhores responsavel pela arrecadação.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 17:10
    Permalink

    O Governador deveria aproveitar o tempo falando de soluções para a saude e educação e não falar de futebol, aproveitando a oportunidade da quantidade de torcedores. O governador deveria ajudar os times que estão disputando o seletivo e falar que vai ajudar os times profissioanais. Aproveitar opotunidade e chamar os torcedores de otarios.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 17:06
    Permalink

    CADÊ ???? NINGUÉM VAI COLOCAR ORDEM NA FUNDAÇÃO ESPERANÇA??? VAI FICAR POR ISSO? OS DIRIGENTES CHEIO DA GRANA E O ARIGÓ ARRASANDO EM CARROS, ESBANJANDO DINHEIRO E OS POBRES MAIS LASCADOS AINDA. QUAL SEU POSICIONAMENTO PREFEITA????

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:53
    Permalink

    Valeu Alanzão, vá nesse cara, vc vai ganhar e defender o povo de santarém. Conte comigo.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:51
    Permalink

    Parabens Dra. Nastia pela coragem e seriedade. Repudio para a Prefeita Maria do Carmo, pela atitude contra a população.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:49
    Permalink

    Esse secretário de saúde é um sacana de marca maior, falou isso, pq ele foi um dos que estava por tras das ameaças da médica. SECRETÁRIO TE CUIDA QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO TÁ DE OLHO EM TI!

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:46
    Permalink

    A medica destaque, enquanto a prefeita e o empresario Rogerio descem no conceito da população.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:39
    Permalink

    Conheço o Alan, é verdade é um cara legal, fiel e amigo. Voto nele e levou muita gente. Abraço amigo. Vá fundo que vc chega.

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:34
    Permalink

    REGINALDO CAMPOS É SINÔNIMO DE FALSIDADE

    Resposta
  • 6 de outubro de 2011 em 16:32
    Permalink

    É sempre assim, qdo vem alguém fazer um trabalho em prol da população santarena é punida. As amea~ças só naõ foram concretizadas, pq a prefeita Maria é mala, e viu que demitindo diretamente ia ficar feia na foto. Pegou e transferiu… Ôhhhh PALHAÇADA PREFEITA…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *