Odontóloga encontrada morta dentro do navio Nélio Corrêa

Nélio Corrêa
Nélio Corrêa

A equipe da Seccional Urbana da Cremação ficará no aguardo do resultado do exame de necropsia realizado pelo Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves”, para saber a causa da morte da odontóloga Rosana Oliveira, 51 anos, natural de Porto Alegre (RS). Ela foi encontrada morta neste domingo (6), dentro do camarote do navio Nélio Corrêa, da empresa “Marques Pinto”, que faz a linha de Manaus (AM) com destino à Belém, no Pará.

Funcionários da tripulação a encontraram já sem vida na chegada da embarcação ao porto de Belém, na avenida Bernardo Sayão. Em boletim de ocorrência registrada na Seccional, foi relatado que Rosana consta na relação de passageiros que entraram na embarcação via agência de viagens Alfa, sediada em Manaus.

Segundo o delegado Eliézer Machado, diretor da Seccional, a mala de viagem da passageira, além de documentos pessoais, como o registro do Conselho Regional de Odontologia (CRO), do Estado de Roraima, foram lhe apresentados pela tripulação.

Conforme o delegado, Rosana Oliveira trabalhava em Roraima como cirurgiã dentista. Um contato via telefone já foi feito com familiares dela, na cidade de Torres, interior do Rio Grande do Sul, de onde um irmão ficou de se deslocar para Belém ainda hoje para tratar da liberação do corpo no CPC “Renato Chaves” e entrega dos pertences da odontóloga. Ainda não se pode falar sobre a causa da morte, o que somente se saberá com o resultado da perícia.

Fonte: RG 15/O Impacto e Polícia Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *