Trairão faz parte do projeto Cidades Digitais

Prefeito Danilo Miranda esteve presente
Prefeito Danilo Miranda esteve presente

Prefeitos de 80 municípios de todo o Brasil assinaram em Brasília, acordos de cooperação com o Ministério das Comunicações para a implantação do Projeto Cidades Digitais, entre eles aparece o município de Trairão, na região da Santarém-Cuiabá.

O programa busca a modernização da gestão municipal e o desenvolvimento local por meio de uma rede de telecomunicações que vai interligar os órgãos públicos.

O Município de Trairão foi um dos oitenta municípios selecionados e o prefeito Danilo Vidal de Miranda esteve presente no evento, onde assinou o acordo junto ao ministério das comunicações.

Durante a solenidade, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, destacou que o essencial do projeto é ajudar a melhorar o processo de gestão pública, interligando diferentes áreas como educação, arrecadação e saúde. “Tudo hoje exige informatização. Internet é bom para os negócios, para a educação e para a saúde, mas é importante, sobretudo, para construir e aprimorar a cidadania”, disse Paulo Bernardo.

O projeto Cidades Digitais prevê a implantação de infraestrutura entre os órgãos públicos, a instalação de aplicativos de governo eletrônico para gestão dos setores financeiro, tributário, de saúde e educação. Também inclui a capacitação de servidores públicos no uso dos aplicativos e da rede e a instalação de pontos de acesso livre e gratuito à internet para a população.

As empresas selecionadas, já avaliaram a infraestrutura disponível e as condições de cerca de 50 cidades para receber o projeto. Esse trabalho e a apresentação de um projeto executivo deverão ser concluídos em todos os 80 beneficiados até o fim de fevereiro. As fases seguintes serão a implantação da rede de fibra ótica e o início da operação do programa nos municípios. A previsão é de que todo esse processo seja concluído até o fim de 2013.

 

Fonte: RG 15/O Impacto

 

Um comentário em “Trairão faz parte do projeto Cidades Digitais

  • 6 de fevereiro de 2013 em 14:44
    Permalink

    só gostaria que da proxima vez a fonte foce sitada isso chama-se ética profissional…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *