Ação Cidadania beneficia moradores do tabocal

Prefeito Alexandre Von durante palestra sobre drogas aos alunos da escola Tereza Neuma. Foto - William Santos-CCOM
Prefeito Alexandre Von durante palestra sobre drogas aos alunos da escola Tereza Neuma. Foto – William Santos-CCOM

A Prefeitura de Santarém realizou nesta sexta-feira, 01, mais etapa do Projeto Ação Cidadania, quando o Governo sai da sede central e vai às comunidades levando serviços nas áreas de saúde, esporte e lazer, assistência social e outros. Nesta etapa, realizada na Escola Municipal Tereza Neuma, foram disponibilizados consultas médicas e enfermagem, emissão do cartão SUS, teste rápido de HIV/AIDS – através do CTA itinerante, palestras e exibição de vídeos sobre drogas lícitas e ilícitas, incentivo à pratica esportiva e atividades físicas, atualização dos dados cadastrais de programas do Governo Federal e emissão do passe livre para idosos e deficientes. Na área de infraestrutura, as frentes de trabalho realizaram serviço emergencial de capina e retirada de entulhos e terraplenagem às margens da BR-163.

Representantes das comunidades de Cipoal I, Cipoal II, Cruzeiro, Igarapé do Pimenta, Poço Branco, São José, Lavras , Cedro e Tabocal participaram da reunião de planejamento, que define as ações do governo para os próximos quatro anos, a partir das demandas e prioridades das lideranças. Na ocasião, o prefeito Alexandre Von destacou as ações emergenciais da Prefeitura, principalmente em limpeza e manutenção das vias. Von também pediu o envolvimento da escola e de toda comunidade na campanha Santarém contra a Dengue para combater e eliminar os focos do mosquito transmissor da doença.

“A comunidade de Tabocal apresenta um dos três maiores índices de notificações e casos confirmados da dengue. Só a Prefeitura não consegue fazer muita coisa, mas com a ajuda de todos podemos diminuir a incidência da doença”, reiterou o prefeito.

A audiência na comunidade do Tabocal encerram as reuniões na área de planalto. Na próxima semana, a equipe da Prefeitura segue para a região de rios.

Fonte: RG 15/O Impacto e CCOM/PMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *