Governador do CE diz que seu e-mail foi invadido e conversas adulteradas

 

Osirmãos Cid e Ciro Gomes
Osirmãos Cid e Ciro Gomes

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), disse nesta sexta-feira (5) que sua conta de e-mail foi invadida e que o conteúdo de mensagens que trocou com seu irmão, Ciro Gomes, e dois secretários de seu governo foi adulterado.

O governador afirmou que foi informado há cerca de três meses da suposta invasão na sua conta de email e que a Polícia Federal e a Polícia Civil estão investigando o caso.

Em discurso ontem no plenário da Câmara dos Deputados, o deputado Eudes Xavier (PT-CE) afirmou que recebeu “de uma fonte” cópia de emails oficiais e privados do governador, do ex-ministro Ciro Gomes, do chefe da Casa Civil, Arialdo Pinho, e do secretário de Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco Bezerra.

Nos supostos e-mails, o grupo discute espionar um adversário político no Estado, utilizando a estrutura do governo e uma empresa privada.

As explicações do governador foram dadas à Assembleia do Ceará nesta manhã. O governador compareceu ao plenário espontaneamente após deputados discursarem sobre o assunto.

O governador relatou que, ao ser informado da invasão ao seu endereço de email, por orientação de especialista, lançou o que chamou de “isca” para identificar os culpados. Com esse email, segundo Cid, foi possível identificar as pessoas que estavam invadindo sua conta.

A isca consistia em: “o Ciro envia um e-mail para o Cid, o Cid não lê, e não abre; alguém vai abrir e vai ficar registrado lá o IP de quem abriu.”

Com esse email, segundo Cid, foi possível identificar as pessoas que estavam invadindo sua conta. Ele, no entanto, não citou nomes.

“Eu estou até confessando, dizendo agora estratégias que agora os marginais vão sofisticar mais as suas atuações. Uma isca. O Ciro me passou um e-mail e trechos dessa coisa do Ciro dizer que não aguenta mais o Roberto Pessoa, trechos daquele e-mail são verdadeiros. Era a isca. E dizia o Ciro: acesse tal coisa, isso é verdadeiro, e a senha é: BecodoCotovelo.”

Nesse email, Ciro supostamente dizia ao irmão que existiam imagens do desafeto político achacando empresários.

O governador voltou a dizer que os emails são falsos e, como prova, citou que o irmão nunca lhe mandaria um abraço ao final de uma mensagem como consta nos supostos emails trocados entre os dois. “Ciro, a Patrícia [ex-mulher de Ciro] conhece, no dia que ele disser para mim um abraço, ele dá um abraço e chora, às vezes. Mas, no dia que ele disser para mim, um abraço, não é ele. Não é ele não!”

KROLL

A multinacional Kroll negou, nesta sexta-feira, ter sido contratada pelo governo do Ceará para a espionagem, como sugerem os e-mails. A empresa disse, ainda, que não foi procurada por Ciro para prestar “esse ou outro serviço.” “A Kroll é uma empresa de consultoria e gerenciamento de crise, trabalhamos em projetos de fusão, de aprimoramento de controles de risco financeiro. De forma alguma fazemos espionagem”, disse, por meio da assessoria.

O alvo seria o ex-prefeito de Maracanaú (CE) Roberto Pessoa (PR), principal adversário dos Gomes no Estado.

Numa das supostas conversas, há o relato de que Ciro teria procurado a Kroll para levantar informações sobre Pessoa e que a empresa estaria pedindo mais carros para fazer o serviço, o que um secretário de Cid se compromete a providenciar. Xavier pediu investigação do conteúdo dos papeis ao Ministério Público.

Fonte: Folha de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *