New York Times diz que caso de Lula não seria levado a sério nos EUA

As provas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex em Guarujá (SP) estão muito abaixo do que um tribunal dos Estados Unidos exigiria para levar um caso a sério. É o que afirma Mark Weisbrot, colaborador da seção de opinião do jornal americano The New York Times. O artigo com fortes críticas ao processo penal que o ex-presidente enfrenta foi publicado nesta terça-feira (23/1).

Weisbrot afirma que não existe ilusão de que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região seja imparcial. Isso porque o desembargador Carlos Henrique Thompson, presidente da corte, já elogiou a sentença dada pelo juiz Sergio Moro. Além disso, lembra que o chefe de gabinete de Thompson publicou no Facebook uma petição pedindo a prisão de Lula.

Ainda segundo o texto, as evidências no caso do triplex estão muito abaixo do nível exigido por um tribunal dos Estados Unidos para que o caso seja levado a sério, quanto mais para que haja condenação.

“O suborno alegadamente recebido pelo Sr. da Silva é um apartamento de propriedade da OAS. Mas não há provas documentais de que o Sr. da Silva ou sua esposa já tenham recebido títulos, alugados ou mesmo ficaram no apartamento, nem que tentaram aceitar esse presente. A evidência contra o Sr. da Silva baseia-se no testemunho de um executivo da OAS condenado, José Aldemário Pinheiro Filho, que teve a pena de prisão reduzida em troca da colaboração”, afirma o articulista.

O autor diz ainda que a decisão de Moro de condenar supostamente contra o que foi demonstrado pelas provas seria chamada nos Estados Unidos de kangaroo court. A expressão é utilizada para designar um processo judicial injusto, tendencioso ou precipitado que termina em uma dura punição.

Fonte: Conjur

3 comentários em “New York Times diz que caso de Lula não seria levado a sério nos EUA

  • 26 de janeiro de 2018 em 10:15
    Permalink

    Procurem saber quem é o autor desse artigo. É mark Weisbrot um americano que escreve para Folha de São Paulo e extremamente ligado ao PT. Morou no Brasil no governo Lula, na Bolívia e na Venezuela. Dentre suas constatações está a de que a Venezuela de Maduro é exemplo de socialismo que deu certo e que a Bolívia é pra ser seguida em termos de equiparação social. Estava em todas as campanhas presidenciais da esquerda na América Latina. Pesquisem o nome dele.

    Resposta
  • 26 de janeiro de 2018 em 07:51
    Permalink

    Qual é!!! Fala sério, isso só pode ser “Fake News”. Se o Lula e sua turminha tivesse aprontado o que fez aqui no Brasil lá no EUA, eles estariam todos PRESOS!!! O Lula não teria a menor chance de sair impune de lá. Alias, o Lula conseguiu a façanha de ser condenado no país da impunidade, onde normalmente os corruptos de colarinho branco saem ilesos da justiça, portanto Parabéns por todo trabalho realizado pela Lava-Jato e que venha mais operações dessas em todas as instancias desse nosso Brasil.
    Temos que parar de acreditar em pseudos salvadores da pátria e começar a perder aquele estúpido “jeitinho brasileiro de rouba mas faz”.

    Resposta
  • 23 de janeiro de 2018 em 15:47
    Permalink

    kkkkkkkk…que papo furado, hein gringo? Tendencioso é esse seu lero-lero, pró- ratão ! Que um presidente americano tente fazer 10 % do que aprontou o luladrão e veremos o que aconteceria com ele. Aliás, quanto vc recebeu pra escrever esse absurdo,realmente tendenciosíssimo ???

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *