Operação Têmis – Acusados de homicídio são presos em Belém e interior do Estado

Mandados de prisão de autores de crimes contra a vida, como homicídios e latrocínios, foram cumpridos, nesta sexta-feira (25), na Região Metropolitana de Belém e em todas as regiões do interior do Pará. O trabalho da Polícia Civil foi realizado durante a operação Têmis (deusa grega da Justiça).

Até o início da tarde, 44 mandados judiciais de prisão foram cumpridos no Estado. Do total, seis mandados foram decretados contra presidiários e cumpridos em casas penais na região metropolitana de Belém. No interior, foram 30 prisões – 29 delas por homicídio e uma por latrocínio.

Na capital, foram presos oito homens que respondem processos por crime de homicídio. Entre os presos, um foragido foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Com ele, um revólver calibre 38 e uma pistola de ar comprimido usada como simulacro, foram apreendidas.

Durante a operação, no bairro de Fátima, em Belém, houve troca de tiros entre os policiais e dois suspeitos. Um deles foi baleado e socorrido, porém não resistiu. Com ele, foi apreendido um revólver e drogas. A operação foi coordenada pela Delegacia-Geral e executada pelas Delegacias e Seccionais de Polícia da capital, e pelas Superintendências Regionais da Polícia Civil no interior do Estado.

Em coletiva de imprensa, no final da manhã, na sede da Delegacia-Geral em Belém, os resultados parciais da operação foram apresentados pelos delegados Victor Manfrini, assistente da Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM), e Silvio Maués, titular da Diretoria de Polícia do Interior (DPI). A apresentação contou com as presenças de delegados de algumas Unidades Policiais participantes da operação em Belém.

Conforme o delegado Victor Manfrini, a operação faz parte de um calendário da Polícia Civil, determinado pelo delegado-geral Claudio Galeno, que visa cumprir mandados de prisão que ainda estejam pendentes. Dessa forma, explica o delegado, foi feito um levantamento dentro do banco de dados do sistema de mandados de prisão (Sistema Libra), utilizado pela Polícia Civil, para relacionar todos os mandados ainda em aberto.

Foram levados cerca de 500 mandados de prisão relacionados a crimes contra a vida em todo Estado. Nesta sexta-feira, a partir das seis horas da manhã, as equipes policiais saíram das sedes das Delegacias e Seccionais e se deslocaram até os endereços existentes nos mandados de prisão. Em Belém e região metropolitana, os presos foram levados inicialmente paras as sedes das Delegacias e depois conduzidos para a Delegacia-Geral. Até o início da tarde, foram realizadas prisões na Marambaia, Sacramenta, Jurunas, Icoaraci, Outeiro e São Brás, em Belém.

A operação é a segunda realizada em menos de uma semana pela Polícia Civil para cumprimento de mandados de prisão. Na última quarta-feira, 23 condenados por crimes sexuais contra crianças e adolescentes foram presos na operação Faça Bonito realizada em parceria com o Ministério Público e Poder Judiciário, totalizando, portanto, quase 70 presos em duas operações.

Flagrante e intervenção policial – A equipe de policiais civis da Seccional de São Brás, sob comando do delegado Guilherme Tavares e do chefe de operações, investigador Guilherme Melo, prendeu um homem foragido por crime de homicídio. Com ele, foram apreendidos um revólver e uma pistola de ar comprimido, que pode ser usada como simulacro (simulador) de uma arma de fogo real.

Já no bairro de Fátima, a equipe da Seccional da Pedreira, formada pelo delegado Walter Resende, localizou o endereço da foragida Érica Michele Mota do Nascimento, que estaria escondida em um ponto de venda de drogas. No local, porém, os policiais civis foram surpreendidos por dois suspeitos que saíram em fuga do local atirando contra a equipe policial. Houve perseguição por vários quintais e telhados de casas na área, até que um dos suspeitos foi localizado no quintal de uma casa.

Mesmo com a voz de prisão, ele atirou novamente contra os policiais civis e acabou baleado. Jeferson Wagner da Silva Leão foi imediatamente socorrido até o Pronto Socorro Municipal Mário Pinotti, no bairro do Umarizal, mas não resistiu ao ferimento. Conhecido como ‘Antena’, ele tinha um mandado de prisão decretado pela 4ª Vara Criminal da Justiça Federal, por envolvimento em uma associação criminosa que assaltou uma agência dos Correios, no bairro do Jurunas em Belém, em novembro do ano passado. Ele respondia a outros processos por envolvimento em assaltos a instituições financeiras. Com Jeferson, os policiais apreenderam um revólver calibre 38, e no seu esconderijo, foram apreendidas 29 petecas de óxi (droga derivada da cocaína); 109 trouxinhas de maconha e cerca de 200 gramas de maconha prensada.

Interior – No interior do Estado, detalha o delegado Silvio Maués, foram mobilizados policiais civis de todas as Regiões Integradas de Segurança Pública (RISPs), que abrangem 13 macrorregiões do Estado: Caeté, Guamá, Capim, Tocantins, Marajó Ocidental, Marajó Oriental, Sudeste, Lago de Tucuruí, Araguaia Paraense, Alto Xingu, Xingu, Tapajós e Baixo Amazonas. As regiões do Guamá, sediada em Castanhal, e do Caeté, cuja sede é em Capanema, foram as áreas com maior número de mandados cumpridos no interior até início da tarde. A operação será realizada até o final desta sexta-feira.

RG 15 / O Impacto com informações da PC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *