Populares filmam homem agredindo uma mulher na orla de Santarém; assista

De acordo com informações, o fato aconteceu na noite de domingo(13). Nas imagens é possível observar o homem utilizando sua força física para manter a vítima em um determinado local. Também, chama a atenção a falta de iniciativa das pessoas que estavam no local, em intervir na situação. Assista!

RG 15 / O Impacto

14 comentários em “Populares filmam homem agredindo uma mulher na orla de Santarém; assista

  • 15 de janeiro de 2019 em 17:49
    Permalink

    Sinceramente, o que eu foi ele segurando o braço dela, eu só acho que agora tudo é agressão já estão se vitimizando demais, eu não sou a favor de um homem agredir uma mulher, é claro que não, porém tem mulher arretada que gosta de medir forças com homem, e não vi agressão nenhuma nesse vídeo.

    Resposta
  • 15 de janeiro de 2019 em 08:16
    Permalink

    Por causa de comentários ridículo como esse que muitas mulheres morrem por aí .. nada justifica uma agressão seu tosco ..

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 23:24
    Permalink

    O problema de ajudar que vc vai interferir e a mulher pede que vc não se meta …pois a mesma pelo que observei e pude escutar em nenhum momento pediu socorro ou ajuda…fica MT complicado e dificil comprar uma briga de casal…se a mesma pedisse socorro ou manifestasse desejo de ser socorrida aí vc teria elementos suficientes para argumentar e agir com força. A MTS anos em Brasília no conjunto Nacional fui separar uma briga de casal e o marido puxou uma arma para o meu lado ….moral da história a turma do deixa disso entrou no circuito e os dois sairam abraçados….e se beijando como nada tivesse acontecido e depois do fato encerrado tive que escutar as chacotas do povo me sacaneando.
    Eu disse a mim mesmo não me meto em briga de casal porque depois vc é arrolado no processo e pode ser condenado pelo juiz de quaisquer brechas na legislação.

    Resposta
    • 15 de janeiro de 2019 em 21:36
      Permalink

      É precisa pedir ajuda, pra essa situação? Vocês não ajudaram, pirque são frouxos!

      Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 22:52
    Permalink

    Não vi nada dimais. Até pq ninguem sabe o que ela fez pra que ele tivesse tal atitude.

    Resposta
    • 15 de janeiro de 2019 em 08:14
      Permalink

      Por causa de comentários ridículo como esse que muitas mulheres morrem por aí .. nada justifica uma agressão seu tosco ..

      Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 17:22
    Permalink

    Bando de covardes, nada fizeram pra socorrer moça. Machos frouxos. Assistiram tudo e não fizeram nada.

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 15:09
    Permalink

    Quando vc observa um ato de violência deve intervir. Chamar a polícia e ajudar a vítima. Essa moça não pode continuar com esse monstro. Deve fazer bo e pedir providências da justiça. AF

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 15:09
    Permalink

    Quando vc observa um de violência deve intervir. Chamar a polícia e ajudar a vítima. Essa moça não pode continuar com esse monstro. Deve fazer bo e pedir providências da justiça. AF

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 14:38
    Permalink

    Tem que denunciar esse “vagabundo” isso é inadmissível, até quando vamos ver esse tipo de relacionamento “abusivo”

    Nada justifica, mais por outro lado existe mulher que gosta de apanhar e gosta de viver com esse tipo de “vagabundo” infelizmente….

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 13:16
    Permalink

    Que absurdo! Fico me perguntando até quando as mulheres irão passar por isso? Todos os dias essas agressões, mortes só aumentam e a lei brasileira já está completamente inviável, precisa de mundanças urgente, onde esses tals “homens” realmente passem todo o período da pena atrás das grades.

    Resposta
  • 14 de janeiro de 2019 em 10:22
    Permalink

    Perceptível no áudio que as pessoas falam que ninguém toma iniciativa de ajudar a moça, porém quem está filmando também não toma iniciativa sequer de acionar a polícia via celular.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *