Justiça bloqueia bens da Rádio e TV Guarany e de seus sócios

No dia 26 de fevereiro, a Juíza do Trabalho Ana Angélica Pinto Bentes, determinou a inclusão da Rádio e TV Guarany, representada por sua diretora Aparecida Pereira, no Banco Nacional de Devedores Trabalhista (BNDT).

A magistrada também autorizou o bloqueio de bens e valores da empresa e seus sócios, visando resguardar os direitos dos trabalhadores. De acordo com informações, Aparecida na direção da Rádio e TV, descumpriu de modo seriado, os Termos de Ajuste de Conduta (TAC) e acordos realizados na Justiça do Trabalho.

As denúncias realizadas pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Rádio e TV de Santarém (SINTERT), citam atrasos salariais, e também outras irregularidades praticadas pela Guarany, sob o comando de Aparecida, tais como: recolhimento e não repasse do FGTS e trabalhadores exercendo atividades sem CTPS assinada.

Fique por dentro:

RG 15 / O Impacto

2 comentários em “Justiça bloqueia bens da Rádio e TV Guarany e de seus sócios

  • 8 de março de 2019 em 15:36
    Permalink

    Já era hora, pois a única coisa que essa senhora faz e humilhar seus funcionários, atrasando e fatiando os seus salários.

    Resposta
  • 7 de março de 2019 em 22:13
    Permalink

    É esta senhora chamada Aparecida, deve ter se esquecido de suas raízes . Vieste do pó e do pó se tornaram.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *