Bandidos morrem após praticarem feminicídio em oriximiná

Na noite de quarta-feira, dia 20, a Polícia Civil de Oriximiná foi informada, por volta de 22h30, acerca de um feminicídio que ocorreu em uma vila na Rua 15 de Novembro, centro de Oriximiná.

Segundo a Polícia, dois homens armados com revólveres bateram na casa de Reani passando-se por vizinhos da vítima, oportunidade em que ao se aproximar da porta Reani foi alvejava com dois disparos, que atingiram o ombro e o pescoço (de raspão). Desesperada, Reani correu para o fundo da casa, sendo perseguida em seguida pelos suspeitos que efetuaram mais um disparo em sua cabeça.

Reani foi assassinada com  vários tiros

O SAMU foi acionado, mas Reani não resistiu aos ferimentos e faleceu no local. Reani vinha sendo ameaçada de morte pelo seu ex-companheiro, Bruno Santos Sobral, que não aceitava o fim do relacionamento com ela. Os dois estavam juntos desde o ano de 2014 e tinham um filho de 4 anos de idade.

Após o crime, a Polícia Civil empreendeu diligências e logrou identificar que os autores dos disparos foram os nacionais identificados pelas alcunhas de “Meteoro” e “Juquinha”. Uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar for realizada no sentido de localizar os suspeitos de terem ceifado a vida da jovem. Por meio de uma denúncia anônima a Polícia foi informada que “Meteoro” e “Juquinha” estavam escondidos na casa de Lileide Leite Castro, vulgo “Dona Leide”, traficante de drogas da cidade de Oriximiná. Por volta de 3h da manhã, a equipe de policiais cercou o imóvel onde os suspeitos estavam e ao adentrarem na casa foram recebidos a tiros pelos meliantes. Os policiais civis e militares revidaram a injusta agressão e alvejaram os suspeitos, que apesar de serem socorridos, chegaram sem vida ao hospital.

No local foram apreendidas duas armas de fogo, um revólver calibre 38 e outra calibre 32, estojos, munições, 280 gramas de pedra de OXI, 75 petecas de brita, uma balança de precisão, uma motocicleta FAN, cor preta (utilizada no crime). Além disso, a dupla era suspeita de ter realizado alguns roubos na cidade.

Fonte: RG 15/O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *