Estudo do Conselho Federal de Medicina mostra que prefeito de Itaituba reduziu gasto per capita com recurso próprio na Saúde

Em meio à polêmica que ganhou as redes sociais nesta semana, sobre o possível excesso de pacientes encaminhados pela prefeitura de Itaituba para atendimentos no Hospital de Santarém, dados divulgados no início do ano, pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), demonstram em números, por sinal nada animadores, como o gestor municipal de Itaituba lida com a saúde de seus munícipes.

O levantamento do CFM, evidenciou o valor médio/anual, aplicado pelos gestores municipais com recursos próprios em Ações e Serviços Públicos de Saúde (ASPS), declaradas no Sistema de Informações sobre os Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), do Ministério da Saúde.

A análise considerou o período de 5 anos – de 2013 a 2017 –  e conforme demonstrado no gráfico abaixo, se comparado os dados da gestão de Nélio Aguiar com a de Valmir Climaco, o gestor santareno se consagra campeão.

Fonte: CFM com dados de Siops/MS; SIDRA/IBGE. Valores corrigidos pelo IPCA para 2017

Enquanto Aguiar aumentou em R$ 37,38 o gasto per capita por habitante, Climaco – indo na contramão da maioria dos municípios brasileiros – fez a redução de gastos com recursos próprios em saúde. Em 2016, último ano de gestão da ex-prefeita, o gasto chegou a R$ 160,46. Um ano depois, já na administração de Valmir, o valor caiu para R$151,67, ou seja, uma redução de R$ 8,79.

Santarém aportar recursos: Quando visualizados os dados de todo o período do estudo, os gestores santarenos vêm em uma crescente. Se considerarmos os anos antes de Nélio Aguiar assumir a prefeitura, a média de acrescimento anual fica em R$ 11,68. Na gestão de Aguiar, o gasto com recursos próprios na saúde é mais que o triplo dos gestores anteriores. Veja a tabela abaixo:

Enquanto isso, em um cenário de redução de repasses federais para a área da saúde, que faz com que a maioria dos municípios invistam recursos próprios para não deixar de atender os pacientes,  Climaco decepciona a população de Itaituba, que amarga péssimos serviços no atendimento de saúde, e infelizmente, tem de se submeter a horas  de viagem, em uma estrada perigosa, dentro de micro-ônibus para ser atendida em Santarém.

Vídeo da discórdia: Um vídeo amplamente divulgado, com tom de crítica ao prefeito Valmir Climaco, mostra um micro-ônibus chegando na casa de apoio, lotado de pessoas em busca de atendimento médico em Santarém. O veículo adquirido por Climaco, segundo informações, especificamente para este transporte, supostamente demonstra o modus operandi que o prefeito de Itaituba encontrou para lidar com as demandas dos pacientes, apenas os encaminhando para o Santarém.

Os dados podem ser consultados clicando neste link

Por Edmundo Baía Júnior

RG 15 / O Impacto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *