Polícia prende casal acusado de torturar e matar bebê de seis meses no interior do Estado

Foi preso na sexta-feira, dia 25, um casal suspeito de torturar e matar uma criança de seis meses, em Paragominas, no sudeste do Estado. Segundo a Polícia, o crime aconteceu na quarta-feira, dia 23, sendo pai e madrasta da criança presos apenas dois dias depois. O exame cadavérico da criança constatou fratura na clavícula e em mais duas costelas, derrame plural, fraturas no crânio e lesões em diferentes partes do corpo.

De acordo com as investigações, o laudo da morte da criança acaba por descartar a possibilidade de maus tratos, concluindo que o crime se enquadra como tortura qualificada pelo resultado morte. Soma-se a isso, o fato de vídeos e gravações de conversas entre membros da família do bebê comprovar as torturas.

Em depoimento, pai e madrasta do bebê afirmaram que ela teria sofrido duas quedas, sendo a última que resultou em um traumatismo cranioencefálico, o que a levou a morte. A versão é considerada falsa, já que exames apontam que as datas das quedas não correspondiam à gravidade das lesões encontradas no corpo do bebê.

Mesmo com a prisão do casal, as investigações do caso ainda continuam.

RG 15/O Impacto com informações do O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *