Vacinação começa em janeiro no Pará, reafirma Helder Barbalho

O governador Helder Barbalho voltou a afirmar na manhã deste sábado (26), em comunicado realizado via redes sociais, que a vacinação da população paraense deve ser iniciada no começo de 2021, assim que um imunizante for aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

No comunicado, o governador também anunciou o aumento preventivo da oferta de leitos – em mais 50 de UTI e 10 clínicos -, o ajuste no bandeiramento das regiões do Tapajós e do Xingu, que passaram do amarelo para o laranja (risco médio) e, ainda, a publicação de um novo decreto mais restritivo, na segunda-feira, 28. 

Helder Barbalho disse que, conforme contato mantido com o Ministério da Saúde, será possível iniciar em janeiro a vacinação contra a covid-19 no Pará, iniciando por grupos prioritários, que, “provavelmente, serão os profissionais de saúde que estejam na linha de frente, dentro de UTIs, hospitais para pacientes de Covid e idosos com mais de 80 anos. Gradativamente, vamos ampliando para os grupos que já estão estabelecidos, índios, quilombolas e profissionais da segurança, e vamos avançando para buscarmos, ao longo de 2021, imunizarmos toda a população”.

O governador assegurou que só será utilizada no Pará a vacina que estiver liberada pela Anvisa. “Não iremos usar ou permitir que qualquer medicamento ou vacina, que não esteja regularizado pelo órgão brasileiro (Anvisa), seja disponibilizado à população. Isso, para garantir eficácia no atendimento e imunização da população”.

Ainda segundo ele, 3 milhões de seringas e de agulhas já estão no estoque da Sespa para garantir a vacinação. “Estamos com a logística pronta para distribuir à todas as regiões do estado para que ocorra da forma mais rápida possível (a vacinação). Vamos juntos com muita união e fé vencer o novo coronavírus”.

Fonte: O Liberal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *