Caso Padre Ronaldo – sem mandado, suspeito confessa assassinato e é liberado

Em atualização sobre o caso da morte do Padre Ronaldo, informações divulgadas relatam que o principal suspeito, Cristian Roberto, de 19 anos, se apresentou na 16ª Seccional de Polícia Civil nesta segunda-feira, 04, e confessou o crime. De acordo com Cristian, o crime ocorreu quando os dois faziam uma comemoração da virada de ano, na noite do ano novo. Para a polícia, além de confessar o crime que, segundo ele, se deu com um único golpe de faca no pescoço do padre José Ronaldo de Brito, de 37 anos, ele também relatou que mantinha um relacionamento de cunho amoroso com o padre. Após o assassinato, Cristian ainda pegou o carro que estava com o padre e tentou se evadir, porém acabou sofrendo um acidente de trânsito na Rodovia Fernando Guilhon.

O motivo do assassinato seria por conta de um desentendimento entre eles. Embora diga ter esfaqueado padre Ronaldo no pescoço, a necropsia realizada pelo IML em seu corpo não apresenta qual a causa da morte por conta do avançado estado de decomposição em que ele se encontrava.

Por não ter mandado de prisão contra ele, Cristian Roberto foi liberado da delegacia após seu depoimento e irá aguardar em liberdade até que a justiça tome alguma decisão cabível.

RG 15 / O Impacto

Um comentário em “Caso Padre Ronaldo – sem mandado, suspeito confessa assassinato e é liberado

  • 7 de janeiro de 2021 em 00:28
    Permalink

    Serpente com cara de bebê chorão; cadeia nesse bandido !

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *