Polícia prende quadrilha que articulava ações de “novo-cangaço” contra agências financeiras no Pará

Na tarde de quarta-feira (7),  a  Polícia Civil do Pará localizou uma quadrilha que se escondia em um sítio na zona rural de Canaã dos Carajás para articular ações de “novo-cangaço” contra agências financeiras na região sul do Pará.

Durante a operação, três homens foram presos e um não resistiu após trocar tiros com a polícia. Com os acusados foram encontrados explosivos, um fuzil e um revólver calibre 38, além de munições.

Os acusados identificados como Gildasio da Silva Barbosa mais conhecido como Bigode já era foragido do sistema penitenciário paraense, e já havia sido preso pelo mesmo crime nos Estados do Pará, Tocantins, e Mato Grosso. Já José Ferraz de Aguiar Júnior, conhecido como Goiano era foragido por roubo majorado. E Reinaldo Paulino da Silva Júnior.

Na abordagem, houve uma troca de tiros onde o acusado identificado como Gildasio da Silva Barbosa foi atingido e socorrido, mas não resistiu e morreu ainda no local. Ele era foragido no Tocantins e envolvido em ações semelhantes ao novo cangaço em diversos estados brasileiros.

Mais de 10 quilos de emulsão explosiva do tipo nitro penta encartuchada e cordel detonante foram encontradas em posse da quadrilha. Os presos e os materiais apreendidos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Canaã dos Carajás.

RG15/O Impacto com informações Romanews

Foto: Reprodução redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *