Médicos do SAMU paralisam serviços por causa de salários atrasados em Santarém

Neste domingo (11), seis médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) paralisaram os serviços por falta de pagamento, em Santarém. De acordo com informações iniciais, o Instituto Mais Saúde que gere o setor de saúde no município, deve mais de quatro meses de salários aos profissionais. Ao todo, são cerca de mais de 15 milhões de reais em débito.

As equipes compostas por enfermeiros continuam atendendo ocorrências. No entanto, há dificuldades nos atendimentos mais graves. A paralisação é por tempo indeterminado.

Em nota, a direção do Instituto Social Mais Saúde (ISMS) informou que o atendimento do SAMU não paralisou, o médico coordenador da unidade está hoje no plantão e mais dois médicos atenderão nos plantões seguintes. As questões financeiras ou relativas a pagamentos estão sendo tratadas diretamente com a secretaria de saúde de Santarém. Nesse sentindo, faz se saber que as pendências serão regularidade a partir do dia 20 de julho. Ressaltamos que a população se mantém recebendo o acolhimento necessário do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. A direção se coloca à disposição.

Por Diene Moura

RG15/O Impacto

Foto: Ascom PSM

Um comentário em “Médicos do SAMU paralisam serviços por causa de salários atrasados em Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *