Professor é preso suspeito de produzir pornografia infantil

Um professor de dança foi preso pela Polícia Civil de João Pessoa na manhã da última terça-feira (10/5), acusado de pedofilia. Segundo a polícia, o suspeito, de 39 anos, cuja identidade não foi revelada, filmava crianças “em cenas pornográficas” e vendia as imagens no Brasil e em outros países. Ele foi detido durante a Operação Inocência, realizada pela Delegacia de Crimes Cibernéticos de João Pessoa (DECC) e o Grupo de Repressão Qualificada da Polícia Civil de Cajazeiras (GRQ)

O suspeito é um professor de dança que atuava em quadrilhas de festa junina com adultos e crianças nas cidades de Cajazeiras e Sousa, ambas no sertão paraibano. A polícia informou que, durante buscas na casa dele, foram encontradas e apreendidas roupas curtas e íntimas supostamente utilizadas nas filmagens. Ainda segundo a polícia, um celular também foi apreendido com vídeos e fotos pornográficos armazenados.

Segundo o delegado do DECC, Joames Oliveira, o suspeito já havia respondido por outros crimes de pedofilia. Em 2016, por armazenamento de pornografia infantil, e em 2020, por compartilhar este tipo de conteúdo no Brasil e no exterior. “Agora, ele responderá por, no mínimo, três crimes, o de produção, armazenamento e compartilhamento de pedofilia”, disse.

A polícia identificou também a presença do suspeito com uma menor de 13 anos em uma das filmagens gravadas pelo celular. Oliveira informou que há a possibilidade do suspeito responder ainda pelo crime de estupro de menor. “É uma situação grave e repugnante”, disse.

Foto: Reprodução.

Fonte: Correio Braziliense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.