Presidente da Câmara de Vereadores de Maracanã – PA é preso, em operação do Gaeco

O presidente da Câmara de Vereadores de Maracanã, nordeste do Pará, foi preso temporariamente nesta terça-feira (24) em uma operação que investiga desvio de dinheiro público na Câmara. Ele e a tesoureira da Câmara foram afastados do cargo. A suspeita é de crimes de associação criminosa e peculato.

A operação Gênesis do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estado do Pará (GAECO/MPPA) também cumpriu seis mandados de busca e apreensão em Maracanã, Castanhal e Belém e apreendeu celulares, computadores e documentos que serão analisados.

O presidente da Câmara, José Maria do Socorro Silva Rebelo, foi preso na Ilha de Maiandeua,na Praia de Algodoal, onde se acessa por barco. Ele foi encaminhado à delegacia de Castanhal e deve ser ouvido pelo MPPA na sexta-feira. O g1 procurou a Câmara para posicionamento sobre a operação, mas não obteve retorno.

As investigações começaram após uma denúncia em novembro do ano passado, “sobre esquema de desvio de dinheiro público na Câmara de Vereadores da cidade”, segundo o MPPA.

“O esquema – segundo a denúncia inicial e as evidências localizadas – consistia na emissão de notas fiscais por parte de duas empresas sediadas em Castanhal, pessoas jurídicas que recebiam o valor total, mas não entregavam o material objeto da suposta aquisição. Após receberem os valores, as empresas devolviam a maior parte do dinheiro público para os agentes que controlam as contas públicas da Câmara Municipal de Maracanã”, informou o MPPA, que segue investigando o caso.

Fonte: G1/Pa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.