Trotes prejudicam trabalho do CIOP em Santarém

Capitão Valério

O Centro Integrado de Operações Policiais (CIOP) é um órgão vinculado a Polícia Militar e responsável por repassar as chamadas de socorro da população, mas as ligações com falsas ocorrências insistem em atrapalhar o trabalho da Polícia e do Corpo de Bombeiros.

No CIOP o telefone é o principal aliado dos profissionais. Cada ligação recebida é um chamado de socorro. Até o momento em que a falta de responsabilidade de algumas pessoas torna o trabalho difícil, por causa dos trotes.

O Sargento Barbosa Siqueira explica: “muitas vezes não tem como a gente saber realmente se é trote ou não e nós em todos os casos mandamos a viatura atender aquela ocorrência sem nós sabermos que é trote, chegando lá que é identificado que é trote.”

Além de Santarém, o CIOP atende mais 9 municípios. A quantidade de chamadas alcança em média os 4 mil por mês, das quais 30% são trotes.

O comandante do CIOP, capitão Valério Ferreira, afirma que a principal estratégia contra essa prática é a conscientização, mas os atendentes também precisam estar preparados para saber diferenciar trote de ligação séria.

Segundo o Capitão, uma equipe de técnicos estará em Santarém no início de agosto para implementar as binas, aparelhos que identificam as chamadas e ajudam no combate aos trotes.

Ele ainda destacou que aproximadamente 60 % dos trotes são cometidos por crianças e o celular é o principal meio utilizado por elas, por isso os pais e as escolas tem um papel fundamental nesta luta.

Fonte: notapajos.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *