Bocão Ed. 1034

b1TERRORISMO NA SEFA

Os empresários não contestam a fiscalização e investigação no comércio. Contestam a agressividade da ação. As Polícias Civil e Militar não fazem isso quando invadem as casas de traficantes e o coordenador Nivaldo Farias da SEFA que assumiu há pouco tempo, sem conhecer a cidade, os empresários e a economia local, já demonstrou desequilíbrio emocional quando exige que a Polícia Militar acompanhe os fiscais em operação de fiscalização e ele ameaça com fiscal 24 horas no estabelecimento. Se o sistema atualmente está vinculado a todas as informações, para que esse espetáculo? É para demonstrar produção ou jogo de marketing para aparecer como servidor exemplar?

TERRORISMO NA SEFA 2

Esse Coordenador de nome Nivaldo Farias trata os empresários de Santarém como bandidos, pelo procedimento que aplica. Quer aparecer ou intimar os empresários. Em Santarém não existe histórico de que empresários desacataram servidor público na função. Por que agir com agressividade? O coordenador está aplicando o terrorismo e o abuso de poder, usando a Polícia como escudo e a Polícia está se sujeitando ao espetáculo à margem da lei. A Polícia não pode se submeter a práticas ilegais, podendo refletir no comandante da Polícia, por aceitar esse procedimento.

TERRORISMO NA SEFA 3

O Coordenador não pode levar a Polícia sem que haja embaraço a fiscalização e desacato aos servidores. Presume-se que pelo comportamento esse Coordenador precisa passar por uma avaliação médica para saber em quantas partes seu cérebro é dividido. Pelo procedimento irresponsável, ele tem mistura de terrorismo, abuso de poder e ditador. Os policiais não podem adentrar nos estabelecimentos dos empresários sem sua permissão e o Coordenador não pode levar a Polícia em ato de fiscalização sem que seja dificultado o acesso. Os empresários devem se unir e exigir respeito e consideração, pois são eles que com seus impostos, pouco ou muito, sustentam a economia da União, Estado e Município. Esse Coordenador precisa se submeter a exame médico para saber até onde vai seu estado normal.

TERRORISMO NA SEFA 4

Se ele age com abuso contra os contribuintes que ajudam a pagar seu salário, como será o tratamento com os servidores? Acabou essa história, senhor Coordenador, tenha respeito com os empresários, fiscalize com respeito, multe quando for necessário, faça apreensão de documentos ou equipamentos quando for necessário. Levar Polícia em uma fiscalização é ato arbitrário, caracterizando abuso de poder ou de autoridade querendo arrecadar na marra. Use a técnica, ou o senhor desconhece a técnica?

TERRORISMO NA SEFA 5

Faça seu trabalho respeitando os empresários sem levar Polícia, esse procedimento é constrangedor e humilhante. O senhor não pode considerar culpado o empresário, sem o devido processo legal, não pode presumir culpa, isso é abuso de poder. Sugiro ao Presidente da Associação Comercial e CDL a procurarem o Ministério Público Estadual e ingressar com representação pelo constrangimento e pela presunção de que os empresários são bandidos.

TERRORISMO NA SEFA 6

Perguntar não ofende: Quem precisa de Polícia? Os empresários ou alguns servidores? Vou lembrar ao abusado Coordenador Nivaldo Freitas que em novembro foram presos 9 servidores na região e nenhum empresário e, em Cametá na semana passada foi preso dentro da repartição um servidor por corrupção. Não faça presunção de culpa senhor Coordenador, use a técnica, use a lei e não o abuso e o terrorismo. Sugiro aos empresários que gravem a entrada da tropa de elite em suas empresas para levar ao conhecimento do Ministério Público, do Secretário da Fazenda e do Governador. Convoquem os Vereadores, Deputados Chapadinha, Junior Ferrari, Hilton Aguiar, Airton Faleiro e os ex-deputados Nélio Aguiar e Lira Maia, para levar o abuso ao Presidente da Assembléia.

TERRORISMO NA SEFA 7

Sugiro aos empresários de todo Oeste do Pará que se unam e procurem forças maiores para acabar com o abuso do coordenador Nivaldo Farias, pelo procedimento que demonstra desequilíbrio emocional e visão curta de técnica fiscal, porém, muito bem preparado para impor o terrorismo. Que perigo, senhor Coordenador, os empresários oferecem? Conheça melhor a cidade, os empresários e a região para agir com cautela e de conformidade com a lei de forma correta e com segurança jurídica e não à margem da lei.

TERRORISMO NA SEFA 8

Enquanto a Polícia deveria estar atrás dos bandidos, o Coordenador Nivaldo Farias, ocupa a Polícia para reforçar seu abuso com intuito de aparecer. Gastando gasolina e o tempo precioso da Polícia que deveria estar à procura de bandidos. Duas viaturas à disposição do Coordenador Nivaldo Farias sem precisão. Para que serve SPED FISCAL, DIEF, NOTA PARÁ, DEI, NOTA FISCAL ELETRÔNICA, CUPOM FISCAL E SÉRIE D? Se todas essas informações estão à disposição do coordenador, ou não estão? Respeite os empresários, senhor Coordenador. Notifique antes, conceda prazo exigido por lei.

TERRORISMO NA SEFA 9

Senhor Coordenador, as vendas de cartão de crédito são informadas no SPED e na DIEF, para que espetáculo? É para chamar atenção de seus superiores ou fazer terrorismo? Seu procedimento está à margem da lei. Empresários reajam, não aceitem fiscalização com abuso de poder, os senhores não são bandidos, não deixem que ação arbitrária prevaleça diante da lei. Ele está denegrindo a imagem dos senhores, ficando policias na porta da empresa. Poder nas mãos de quem não sabe usar é uma arma perigosa. É triste e vergonhoso ver e conviver com a situação de desrespeito com a classe empresarial, exposta a todos os tipos de comentários pela sociedade, sem saber o que está acontecendo, pensam que estão prendendo o dono da loja, pensam que encontraram droga no estabelecimento, pensam que o proprietario pegou funcionário roubando e outras mazelas, tudo por culpa de ação irresponsável à margem da lei.

TERRORISMO NA SEFA 10

Será que ele está fazendo isso a mando do Secretário? Do Governador que perdeu a eleição em Santarém e região e pela insistência na criação do Estado do Tapajós? Nossa classe politica tem a obrigação de defender os empresários que geram emprego e produzem riquezas para o Pará e Brasil e estão sendo humilhados. Os empresarios não se importam que sejam fiscalizados, porém, querem respeito e não ser tratados como bandidos. Esse tipo de operação já ocorreu com auditores lotados em Santarém sem esse alarde todo. Que vergonha, senhor Coordenador Nivaldo Freitas. Não precisar pressa para arrecadar, precisa técnica.

b2GANHANDO MUITO

Chegou à minha mesa uma carta pedindo que alerte a Delegacia do Ministério do Trabalho e o Ministério Público do Trabalho para conferir possíveis privilégios e benefícios concedidos a alguns secretários. Segundo a carta, tem Secretário que ganha até 30 mil reais, não são todos e enquanto os servidores que recebiam vantagem por produção foram excluídos da folha. Fiscalizar não ofende. Serve para saber o motivo de tanto amor e dedicação com alguns secretários, enquanto os servidores sofrem com a redução de seus proventos.

b3PROIBIDO FURNICAR

Um funcionário de uma loteria que fica na Rua Rosa Vermelha, ao lado de um posto em frente à Prefeitura, está chamando atenção das famílias que residem próximo à loteria. Esse funcionário sai do trabalho e fica praticando sexo dublado com sua namorada em plena luz do dia. A periguete é mais tarada que o namorado. Os vizinhos vão colocar uma placa no local com a seguinte mensagem: É proibido fufu, dirija-se ao motel mais próximo. As fotos que recebi infelizmente não ficaram bem. Eu ia mostrar os rostos desses dois sem vergonhas.

Por: Emanuel Rocha

28 comentários em “Bocão Ed. 1034

  • 4 de abril de 2015 em 14:45
    Permalink

    Se esta ilegal tem que apreender poiso pos aquela maquna de cartao de credito sem o emissor de cupom fiscal omite receita em omitindo nao fornece ao fisco a bsse de calculo para apurar-se o imposto seja federal, estsdual e municipal formando-se caixa dois quem nao deve nao teme.

    Resposta
  • 31 de março de 2015 em 10:15
    Permalink

    ao invés de vcs estarem fazendo matérias em prol da cidade ficam falando da vida dos outros, é muito não ter o que fazer

    Resposta
  • 31 de março de 2015 em 10:00
    Permalink

    vc que fez essa publicação deve ser ou ter sido pior… ou vai me dizer que nunca fez isso

    Resposta
  • 31 de março de 2015 em 09:54
    Permalink

    como a felicidade dos outros incomoda pessoas pessoas mal amadas. O que tem demais um casal demonstrar que estão felizes. Tanta coisa ruim pra ser criticada nessa cidade e vcs vão se preocupar cm a felicidade alheia, o que vcs veem como sexo duplado eu vejo como a mais pura e plena demonstração de Amor. abndo de gentinha idiota e infeliz.

    Resposta
  • 29 de março de 2015 em 10:13
    Permalink

    Único jornal que defende a classe. Parabéns ao Jornal o Impacto que tem defendido os empresários dos ataques de servidors que querem aparecer.

    Resposta
  • 27 de março de 2015 em 22:50
    Permalink

    Somos empresários e merecemos respeito. Graças ao bocão a fiscalização com polícial acabou. E agora esse presidente da ACES fica mandando email para os empresários para tentar mostrar serviço. Mas antes do bocão ele foi o primeiro a colocar medo na gente. Coragem minha gente!

    Resposta
  • 27 de março de 2015 em 17:44
    Permalink

    Nos empresários devemos nos unir e exigir respeito somos sacrificados por servidor desonesto e agora vem um coordenador com policia para fiscalizar não pode. Não somos bandidos, somo empresários que ajuda a classe trabalhadora e o pais com nossos impostos.

    Resposta
  • 27 de março de 2015 em 12:06
    Permalink

    Realmente este tipo de operação já esta ultrapassado, ou deveria estar, com toda essa parafernália de declarações que as empresas tem, apresentadas mensalmente ao fisco não basta para esse servidor se convencer que o empresário esta cumprindo as leis? Vamos combinar que ele esta exagerando, o que a SEFA deveria fazer é melhorar seu programa que é uma droga, sempre com informações atrasadas no sentido de atualização, hoje vc para um DAE e leva um mês para aparecer pago no sistema deles, o que causa transtorno para as empresas, isso sim deveria ser uma preocupação a ser levada em conta para ajudar a vida do contribuinte, não precisamos de Coordenadores que gostam de aparecer com ostentação de poder para satisfação de ego, mas que venham a somar junto com a classe para aumentar as riquezas de nosso estado.

    Resposta
  • 27 de março de 2015 em 10:16
    Permalink

    ESSE COORDENADOR DA SEFA, PELO QUE VI, ELE QUER MOSTRAR AOS EMPRESÁRIOS QUE ELE CHEGOU NA CIDADE, E QUE É UMA “GRANDE AUTORIDADE”.
    ACHO QUE ELE NÃO VAI CONSEGUIR FICAR MUITO TEMPO EM SANTARÉM, PORQUE AQUI ESSES ABUSOS NÃO TEM VEZ. ADEUS AO CORONELISMO. O EMPRESÁRIO PARECE QUE FICA CALADO, MAS NÃO FICA.
    PELO QUE SEI, JÁ COMEÇARAM SE MOVIMENTAR OS DEPUTADOS. E O MINISTÉRIO PÚBLICO? A NÃO SER QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO NÃO ESTEJA NA DEFESA DA SOCIEDADE E SIM NA DEFESA DO REPRESEMTAMTE DO ESTADO.
    COMO DIZ O JORNAL: PERGUNTAR NÃO OFENDE.

    Resposta
  • 27 de março de 2015 em 10:04
    Permalink

    É verdade bocão. tem secretario ganhando mais que o outro. não sabemos por que tanto privilegio para uns e outros, coitados não. Bocão faz uma matéria contra a covardia do Prefeito Alexandre quando ele tirou a secretaria de cultura sem avisar pra ela.

    Resposta
  • 27 de março de 2015 em 10:01
    Permalink

    Já vi essa bandalheira mesmo. Ficam no maior agarro. não tem vergonha, tem que haver respeito, eu já alertei a policia.

    Resposta
    • 31 de março de 2015 em 09:56
      Permalink

      vcs deveriam e se preocupar cm a vida de vcs… isso não é sexo seus mesquinhos… deveriam se preocupar cm a moral de vcs um monte de viado faz isso e vcs não falam nada

      Resposta
  • 27 de março de 2015 em 09:55
    Permalink

    GOSTEI BOCÃO. O EMPRESARIO NÃO É BANDIDO O EMPRESARIO AJUDA O POVO. O EMPRESARIO COMO VOCÊ DIZ, PAGA POUCO OU MUITO MAIS PAGA. PARABENS. AJUDA AGENTE SEMPRE.

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 19:00
    Permalink

    Esse senhor da sefa não pode humilhar os empresários. Ele tem que fiscalizar como diz bocao. Vamos se unir para não deixar ele humilhar a gente

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 18:14
    Permalink

    Esse Nivaldo Freitas vai acabar voltando no ” CAIXÃO “, lá pro Parazinho.
    Jatene Bandido.

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:39
    Permalink

    ESSES VERMES DA SEFA VÃO SE ARREBENTAR…
    JÁ ESTÃO LEVANTANDO ALGUMAS SITUAÇÕES, BOMBA VEM AÍ

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:23
    Permalink

    Caboco corajoso esse bocão !!! A ACES solicitou o fim da escolta policial e atualmente os fiscais e auditores estão fiscalizando sem a presença da PM , o que realmente era muito constrangedor para o empresário , para o servidor da SEFA e para a própria PM. Afinal todos nós somos humanos e também cidadãos .

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:19
    Permalink

    Já estão trepando na rua. safados. Esse mulher não se manca, dando na calçada.

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:18
    Permalink

    Não pode acontecer isso nesta época, ditadura e abuso não combinam mais. O presidente da associação comercial deve reagir defender nossa classe. Vamos para a rua com nosso funcionários e fazer greve e coordenador não sabe de nada de comercio.

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:16
    Permalink

    É MUITO COMUM HOJE NA ESCULHAMBAÇÃO QUE É A VIDA NOTURNA DE SANTAREM A GNT VER AS AMIGAS NA RUA PAGANDO BOQUETE, FAZENDO CROQUETE E OS CARAS DE FARDA FAZEM É GOSTAR…
    AADOOOOOOOOOOOOORO… KKKKKKKKK

    Resposta
    • 26 de março de 2015 em 17:34
      Permalink

      as amigas não podem perder, pras monas kkkkkkkkkkkk

      Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:15
    Permalink

    Se não for o bocão para defender agente ninguém faz nada. É um abuso policia na nossa loja. Quem vergonha para a classe.

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 17:15
    Permalink

    Esse coordenador chegou para colocar o terror em Santarém, mais ele tem que ter cuidado ainda encontro um doido pior que ele e coloca o terror na cabeça dele. Cuidado coordenador se eu fosse o senhor arrumava a mala e sumia na retaaaaaaaaaaa.

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 16:52
    Permalink

    PALHAÇADA DESSES CARAS…
    CHEGAM E IVADEM NOSSA LOJA, COMO SE FOSSE O CÚ DA MÃE JOANA.
    EU TÔ É P. DE RAIVA COM ESSES PILANTRAS QUE ENTRAM NA LOJA E INVADEM SEM AUTORIZAÇÃO.

    Resposta
    • 26 de março de 2015 em 16:53
      Permalink

      DEVE SER RAIVA DO COORDENADOR COM OS EMPRESÁRIOS, O PESSOAL FALA QUE ISSO SÓ PODE SER COISA DE CORNO QUE QUER SE APARECER

      Resposta
  • 26 de março de 2015 em 16:31
    Permalink

    Esse coordenador acredita que pode tomar esse tipo de atitude, como se a nossa realidade fosse o fascismo. Onde está o bom senso? Isso precisa ser corrigido imediatamente. E mais, esse coordenador deve ser punido por tal atrocidade..

    Resposta
  • 26 de março de 2015 em 16:26
    Permalink

    este coordenador, e muito frouxo, quando alguém tenta falar com ele , ela chama duas pessoas (auditores), para acompanha a conversa, se vai fiscaliza alguma empresa chama a policia pra ir junto, como e o caso desta ação agora.

    Prega terrorismo com seus subordinados, e a classe empresariada pensando que aqui em Santarém só tem bandido, enquanto isto e fica escondido em seu gabinete e não atende ninguém.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *