Jari Celulose planeja ampliar investimentos e gerar mais empregos

A Jari Celulose, presente há quase 50 anos no Pará, planeja ampliar os seus investimentos no Estado e gerar mais quatro mil empregos diretos, além dos três mil atuais, num prazo de sete a dez anos. Para discutir as possibilidades de parceria da empresa com o Governo, Helder Barbalho recebeu o presidente do Grupo Orsa e controlador da corporação, Sérgio Amoroso, na tarde de quarta-feira (13).

A reunião, realizada no Palácio do Governo, contou com a presença dos secretários de Estado de Meio Ambiente, Mauro Ó de Almeida; de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia, Iran Lima; além do presidente do Instituto de Terras do Pará, Bruno Kono.

Uma das intenções do representante da empresa é buscar apoio do Estado no que se refere à segurança jurídica dos empreendimentos e contrapartidas, sobretudo na área social. Sérgio Amoroso explicou que, hoje, a fábrica de celulose da Jari, instalada em Almeirim, na região do Baixo Amazonas, produz cerca de 250 mil toneladas de celulose por ano, e deve aumentar em breve essa produção para 300 mil.

O objetivo é ainda maior para os próximos anos: a empresa quer produzir um milhão de toneladas de celulose a cada 12 meses, o que vai subir de três para quatro mil empregos diretos e de 12 para 15 mil empregos indiretos envolvidos com o empreendimento.

“Esse investimento já existe há quase 50 anos no Pará e, nos últimos tempos, o Estado vinha oferecendo muita instabilidade jurídica e insegurança. Nesta nova gestão, no entanto, estamos vendo que o Governo quer resolver as questões e fazer com que o investidor se sinta mais seguro”, destacou, acrescentando que a conversa com o governador Helder Barbalho e secretários fluiu de maneira muito produtiva.

“O governador se comprometeu a nos ajudar a resolver os problemas de maneira rápida e, em contrapartida, pediu nosso apoio em questões sociais. Como temos uma instituição que trata disso, a Fundação Jari, veremos de que maneira podemos colaborar de maneira efetiva. Uma delas será, sem dúvida, com o Hospital Oncológico Infantil de Belém”, detalhou Sérgio.

O secretário Iran Lima disse que uma das prioridades do Governo é fazer com que as secretarias ajam de maneira integrada e contribuam para a economia crescer e gerar desenvolvimento para o Estado.

“Já estamos trabalhando para dar segurança jurídica e regularização fundiária a todos os que desejam se instalar no Estado, dentro da Lei. O nosso objetivo final é gerar mais emprego, renda e atender os interesses sociais do Pará”, frisou.

Fonte: RG 15/O Impacto e Elck Oliveira/Secom

4 comentários em “Jari Celulose planeja ampliar investimentos e gerar mais empregos

  • 13 de julho de 2019 em 11:19
    Permalink

    Acho que é mas uma do Sérgio amoroso pra Eu mim com dinheiro do envestimento esse cara é muito cara de pau o Dinheiro entra e ele envestir todo pra fora

    Resposta
  • 16 de fevereiro de 2019 em 09:09
    Permalink

    Eu moro em Vitória do Jari,e o que vejo é muitas Famílias indo embora por consequência do desemprego.Eu particulamente acho que tanto o governo do Pará e do Amapá deveriam olha com mais carinho a situação do desemprego na região.Querendo ou não os empregos gerados na região são por Jari Celulose e Cadan S.A.
    É Urgente os empregos.

    Resposta
  • 16 de fevereiro de 2019 em 06:53
    Permalink

    Espero que seja verdade, e tenha uma fiscalização ampla para fiscalizar o grupo, pois o Sérgio Amoroso ja se apossou de tanto dinheiro do governo e nunca investio um tostão na fábrica, a fabrica esta na decadência.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *