Bocão Ed. 1268

ORIGEM DO FOGO

Chegou à minha mesa, uma sugestão para a Polícia iniciar a investigação para encontrar o culpado pelo fogo em Alter do Chão. A área onde os seis focos de incêndio ocorreram desde quinta-feira à noite, é uma APA/APP criada a partir de uns 5 ou 6 anos para cá, depois que um senhor chamado Pierre, vendeu boa parte dos 150 hectares que possuía ali, a partir de 2015, para vários hippies.

ORIGEM DO FOGO 2

Segundo a fonte, houve uma venda e especulação de terras por parte de hippies e alternativos que invadiram as margens do Alagado do Camarão em 2015 e houve grande ação da Polícia para retirada dos invasores e muitos foram presos. Segundo a fonte a tal APA/APP foi criada pelo consultor Babi Márcio Ayala. Sugiro que a Polícia investigue essa possibilidade.

ORIGEM DO FOGO 3

Segundo a fonte, os hippies voltaram para a praça e começaram invadir casas de veraneio tanto em Alter do Chão quanto no ramal do Pindobal, criando outro bairro chamado de Recanto dos Pássaros e como foram prejudicados, presume a fonte que os hippies estão apenas se “vingando” da galera que os tirou de lá. É apenas uma sugestão que merece ser investigada.

AGENDA

Quem trabalha no serviço público deve ter cuidado com suas agendas, se deixar à vontade e alguém roubar, as falcatruas vão ser descobertas e o estrago vai ser grande. Uma delação vai complicar a vida de muita gente que pousa de honesto. Para evitar o escândalo, sugiro Chave na gaveta.

PERFUGA

Segundo uma fonte, tem gente preocupada com o desenrolar da investigação do caso que apura a licitação do concurso na Câmara Municipal de Santarém. Segundo a fonte, tem servidor que foi beneficiado com indicação. O medo é que a responsável pela empresa identifique os nomes dos indicados.

PERFUGA 2

O estoque de denúncia do ex-vereador Reginaldo Campos ainda não acabou. Vem aí uma operação que pode ser chamada de “Meu Companheiro”, já que nomes de vários vereadores foram mencionados como beneficiários.

EMPRÉSTIMO

OLHA O LEITE! Segundo um vereador que apoia o projeto, a oposição é contra o prefeito Nélio por questões políticas, não está nem aí para o desenvolvimento da cidade. Estão com medo, pois sabem que Nélio ganhará a reeleição com facilidade. O povo deve exigir desses vereadores que olhem o desenvolvimento e não o lado político.

ÍNDIO GRITA SOS

Tomei conhecimento que um índio borari de Alter Chão está pedindo SOS para os organizadores das apresentações dos botos Tucuxi e Cor de Rosa para reduzir o valor do ingresso  de R$ 50,00, para R$ 25,00, já que o valor estipulado é considerado caríssimo para os moradores humildes sem fonte de renda da Vila de Alter do Chão. Em Parintins, o povão assiste às três noites de festival sem pagar nenhum centavo.

ÍNDIO GRITA SOS 2

Por que pagar R$ 50,00 para assistir apresentação dos botos, se eu não tenho interesse em participar do show após a apresentação. Segundo o Índio, o poder público não pode visar lucro em uma festa popular de  pessoas humildes que trabalham no roçado e se alimentam da pesca.

ÍNDIO GRITA SOS 3

O Índio apela ao secretário de cultura Pixica  que entenda a situação do povo humilde, que reduza o valor para alegria dos moradores de Alter do Chão, que também querem aproveitar o momento para parabenizar o prefeito Nélio Aguiar pelo empenho, dedicação e esforço em controlar o incêndio.

QUEBRA DE SIGILO

Correta a decisão do Ministro Dias Toffoli quando suspendeu fiscalização da Receita Federal em quebrar sigilo sem ordem judicial. Em Santarém o Juiz Airton Portela já havia sentenciado em processo de uma empresa, quando fundamentou com muita propriedade e sabedoria que a quebra do sigilo só pode ser usada com ordem judicial.

QUEBRA DE SIGILO 2

A sentença do Juiz Airton Portela, está servindo de base para várias ações em todo o país. Somente assim, impede que alguns fiscais usem esse procedimento contra seus desafetos como forma de vingança. A SEFA está usando informações de cartão de crédito sem ordem judicial, que também é ilegal, já que a justiça deve autorizar. Quem foi penalizado, deve ingressar na Justiça para impedir essa ilegalidade.

20 comentários em “Bocão Ed. 1268

  • 23 de setembro de 2019 em 16:26
    Permalink

    Bolsonaro. Quando vai começar os trabalhos em santarém. Ja tem 9 meses de governo e os orgãos federais ainda estao nas mãos das petezada. Incra, terra legal, icmbio, ibama

    Resposta
  • 21 de setembro de 2019 em 14:45
    Permalink

    olha até que fim a regularização vai funciona pois tem responsável não sei o nome pois sexta feira fui ao INCRA e me informaram que tinha gente para um curso muito bem senhor EUGENIO GUSTAVO é isso ai muito bem está funcionando.

    Resposta
    • 21 de setembro de 2019 em 14:48
      Permalink

      tomarem que funcione mesmo pois quem está na frente é um cara competente pois o que estão falando muito obrigado pelo dizeres do jurubeba

      Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 11:28
    Permalink

    Anotações em agenda são um perigo. Principalmente de conter senhas. Cuidado, galera.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 11:26
    Permalink

    Quando pessoal pensa que a perfuga acabou ela ressurge das cinzas com mais falcatruas dos enrolados.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 09:44
    Permalink

    Não colocam nenhuma atração boa e ainda querem cobrar um absurdo. Ninguem entra no çairodromo e eles passam vergonha.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 09:43
    Permalink

    entrada deveria ser de graça. Não dá qse ninguem naquele çairodromo para assistir as apresentações.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:48
    Permalink

    kkkkkkkkk esse Bocão é foda mesmo
    O índio apela para o secretário Pixica
    É cada sacada que vcs tem
    Muito legal
    Mas que ta absurdo tá!

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:31
    Permalink

    Abre a boca Reginaldo, antes que esse povo pegue o beco, igual uns e outros por aí.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:24
    Permalink

    Nélio no poder de novo?! Não quero segunda temporada dessa série de terror. Santarém Horror Story.

    Resposta
    • 20 de setembro de 2019 em 08:42
      Permalink

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      Rindo até 2030

      Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:22
    Permalink

    POOOOOORRA 50 REAIS A ENTRADA?
    MUITA SACANAGEM
    EI SECRETÁRIO QUAL TEU PAPO?

    TÁ DOIDO É?

    Resposta
    • 20 de setembro de 2019 em 08:45
      Permalink

      ISSO SIM É BANDALHEIRA
      O ESPETÁCULO É PRO POVO, E NÃO PRA GRUPOS SELECIONADOS
      CADÊ O SENSO PAPAAAAAAAAAAAAI?
      O POVO DE ALTER TÁ CORTADO PRA VER O FESTIVAL DOS BOTOS
      PELA FÉ

      Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:22
    Permalink

    Reginaldo Campos ainda vai entregar muita gente, tem gente que vai ta enrolada até o pescoço

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:21
    Permalink

    Pagar R$50,00 no ingresso é um absurdo. Ainda mais que o Sairé estava sendo abandonado pelos governantes da cidade e tava ficando esquecido. Tem que baixar esse valor

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:19
    Permalink

    Agora lascou, o fisco quer saber até onde eu compro minhas cuecas, háaaaaa vão se lascar.

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:17
    Permalink

    O Fisco só pode acessar informações financeiras do contribuinte quando houver processo administrativo instaurado. Cadê o sigilo Bancário?!

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:14
    Permalink

    ESSES HIPPIES ESTÃO TOMANDO CONTA DE ALTER
    TEM UNS DA COLÔMBIA E E DESSES PAISES VIZINHOS Q JÁ ATÉ FAZEM CEITAS, REUNIÕES COM USO DA MACONHA
    O NEGÓCIO DA ESCULHAMBADO POR LÁ…
    ALÔOOOOOOOOOOO AUTORIDADES

    Resposta
  • 20 de setembro de 2019 em 08:05
    Permalink

    O festival só acontece por conta dos moradores. Daí os mesmo tem que pagar para entrar? Muita sacanagem isso.

    Resposta
  • 19 de setembro de 2019 em 16:57
    Permalink

    Vendeu para o hippies ? e esse povo tem dinheiro ? Tinha que ser aqui esse absurdo. Nem deveriam esta na praça ohhhhhh… povo que incomoda.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *