Ana Paula Valadão será investigada por associar Aids a casais homoafetivos

O Ministério Público Federal abriu inquérito contra a pastora e cantora gospel Ana Paula Valadão por declarações homofóbicas realizadas em um canal de televisão. A pastora disse que a Aids “está aí” para “mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte“.

O inquérito foi aberto após intervenção da Comissão de Diversidade Sexual da OAB/MG junto ao Ministério Público de Minas Gerais e a Defensoria Pública do Estado.

Ao dizer que “união sexual com pessoas do mesmo sexo não é normal“, a religiosa afirmou que “a Bíblia chama qualquer escolha contrária ao que Deus determinou com ideal, de pecado. E o pecado tem uma consequência que é a morte. Inclusive tudo que é distorcido traz consequência naturalmente“.

Neste momento, Ana Paula disse que “está aí a Aids para mostrar que a união sexual entre dois homens causa uma enfermidade que leva à morte e contamina as mulheres, enfim… Não é o ideal de Deus“.

O vídeo, que repercutiu nas redes sociais é de 2016, mas, viralizou após repercussão de uma outra fala dita pelo irmão de Ana Paula Valadão, o também pastor, André Valadão, em setembro deste ano. Na ocasião, o dirigente afirmou que homossexuais deveriam frequentar outros lugares, como academias, e não igrejas.

Precedente

O presidente da comissão da OAB Minas, Alexandre Bahia, ressaltou que a decisão de encaminhar a denúncia para âmbito Federal se deu de forma conjunta e pelo alcance nacional do discurso da pastora.

Bahia explicou que, até a data da denúncia, o vídeo ainda permanecia no Youtube, o que pode configurar crime de homofobia. Ele afirmou, ainda, que a decisão do MPF deve gerar precedente legal para outros casos, coibir práticas e falas racistas e incentivar denúncias por parte de vítimas.

Fonte: UOL

Foto: Divulgação

3 comentários em “Ana Paula Valadão será investigada por associar Aids a casais homoafetivos

  • 3 de dezembro de 2020 em 20:21
    Permalink

    Que mulher burra. Ela não sabe que a AIDS, doença originada nos EUA, e se transmite também de homem pra mulher e vice-versa?

    Resposta
  • 3 de dezembro de 2020 em 16:58
    Permalink

    Errada ela não está… o problema é que no Brasil ninguém pode mais emitir um opinião que já motivos para preconceito….

    Resposta
  • 3 de dezembro de 2020 em 14:34
    Permalink

    Nossa, quanta ofensa ! Mas quando os lgbt desfilam em carnaval ou nas paradas gays, zombando de Cristo, expondo a sua sagrada imagem às depravações e achincalhes de toda ordem, aí não vemos aparecer ninguém da OAB ou do MPF para criticar e processar os responsáveis; milhões de cristãos brasileiros que engulam a sua indignação. Bastou a cantora comentar sobre uma realidade que até os postes conhecem e pronto, querem tapar o sol com a peneira, à base de ameaças com a lei !!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *